Chapecoense joga melhor, bate o Cuiabá e volta a vencer na Série B

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Jogando na Arena Condá, a Chapecoense recuperou seu melhor desempenho e conseguiu a vitória por 1 a 0 diante do Cuiabá em jogo movimentado pela 25ª Rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O tento feito por Denner elevou a Chape aos 50 pontos ganhos, abrindo seis de vantagem para o América-MG que ainda joga na rodada enquanto os cuiabanos, com 40 unidades, chegam a sua nona partida seguida sem ganhar, não conseguindo os três pontos desde o último mês de outubro.

AGITAÇÃO EM ALTA

O confronto tinha a Chape por mais tempo com a bola nos pés e tentando encontrar os espaços de infiltração na zaga cuiabana que, nem por isso, abria mão de também aparecer no plano ofensivo e incomodar a meta defendida por João Ricardo. Não à toa, ainda dentro dos 10 primeiros minutos, os dois times já haviam feito os arqueiros trabalharem consideravelmente com a batida perigosa de Felipe Ferreira, do Dourado, e Denner, para a Chape, com ótimas intervenções de João e Matheus Nogueira.

CHAPE CRESCE

Se nos primeiros minutos de jogo o domínio territorial e de dinâmica da partida não era tão latente com o Cuiabá tendo facilidade para sair pro jogo, aos poucos o Verdão do Oeste foi mostrando o porquê da sua liderança e foi conseguindo se colocar como o mandante que "dá as cartas" no jogo. Foi dessa forma que a Chapecoense forçou as jogadas onde, em pelo menos duas delas, a zaga cuiabana com Eduardo Kunde e o próprio Matheus Nogueira erraram e quase colaboraram o suficiente para a abertura do marcador.

MARTELOU TANTO QUE "FUROU"

A pressão que era aplicada na segunda parte da etapa inicial por parte dos comandados de Umberto Louzer não apenas permaneceu no tempo complementar como foi aprimorada pelos catarinenses onde, logo na primeira grande chance de tirar o zero do marcador, Matheus Nogueira precisou praticar dois verdadeiros milagres e ainda contar com a sua trave direita para evitar. Momento de grande superioridade da Chapecoense.

Mesmo conseguindo envolver o Cuiabá na base da troca de passes, foi pelo alto que o time anfitrião conseguiu fazer seu primeiro gol aos 15 minutos. Depois da bola chegar do lado direito do ataque, Denner fez o cruzamento fechando em direção ao gol onde Anselmo Ramon até tentou tocar, mas ela foi direto para a meta de Matheus Nogueira que, dessa vez, não alcançou.

CADA UM NA SUA

Em campanha marcada justamente pela grande consistência do sistema defensivo, após abrir a contagem o ritmo ofensivo da Chape caiu e o time pôde justamente colocar suas linhas para exercer o trabalho da cobertura na retaguarda variando entre alta pressão e recomposição atrás do meio-campo.

Com isso e a desvantagem, o Cuiabá se viu quase que impelido a sair mais para ser o ator principal do confronto, mas o sistema criativo não conseguiu dar o suporte necessário e o marcador não mais se alterou na cidade de Chapecó.