Chamada de velha aos 21 e de gorda com 58kg, modelo desabafa sobre as dificuldades da profissão

Reprodução/Instagram @rosalienelson

Quem vê a vida glamourosa das modelos famosas, não imagina o quanto é difícil ingressar na profissão. Existem muitos relatos de meninas que sofrem por conta de seu peso e idade, já que a indústria exige que elas sejam extremamente magras e jovens.

Leia mais: Modelo da Sports Illustrated conta como venceu a anorexia

Atualmente, existe um esforço para mudar esse cenário, como é o caso da Vogue americana, que decidiu não colocar modelos abaixo dos 18 anos em suas páginas. Algumas agências também assumiram a mesma postura, já que as imagens causam uma impressão falsa de como uma mulher padrão deveria ser.

Mas mesmo assim ainda falta muito para que essas meninas (e meninos) tenham melhores condições de trabalho. A modelo Rosalie Nelson fez um relato sobre as dificuldades que já passou ao site Metro.

Ela diz que após trabalhar por dois anos na Austrália, ela se mudou para Londres, onde vivenciou algumas situações depreciativas em grandes agências. “Todas elas disseram que eu era muito gorda usando manequim 36 e muito velha por ter 21 anos. Uma das agências disse que me contrataria se eu perdesse alguns quilos, então eu fiz isso. Perdi 10kg dos 58kg que pesava e voltei lá. Me disseram que queria que meus ossos aparecessem um pouco mais”, relembra Rosalie.

E não é só a aparência das meninas que é questionada pelos profissionais, mas também sua personalidade. “Uma vez um agente me disse que eu nunca deveria falar com os clientes, nunca mostrar minha personalidade e nunca sorrir. Eu estava lá apenas para ser uma tela em branco para os estilistas e fotógrafos”.

Rosalie afirma que praticamente todas as modelos que conhece já passaram por alguma situação desconfortável e foram instruídas a seguir uma dieta extrema. “Imagine ter 15 anos e ouvir que tem que ser mais magra e nunca ser você mesma, tudo isso de seu agente”.

Leia mais: Modelo denuncia atitude racista em vídeo no backstage da semana de moda de Paris

Foi por isso que ela resolveu organizar uma petição para a criação de uma lei no Reino Unido que proteja a saúde das modelos quando o assunto é perda de peso. “Com isso, eu espero ser capaz de falar com o Parlamento e ter uma lei para ajudar a criar um novo padrão para a saúde e segurança das meninas”.