Chainsaw Man: Crunchyroll se posiciona após saída de Guilherme Briggs da dublagem

Após receber ameaças de mortes por parte de "fãs" de Chainsaw Man, o renomado dublador brasileiro Guilherme Briggs decidiu sair da equipe de dublagem da série. Agora, após tal polêmica envolvendo a toxicidade da comunidade, a Crunchyroll se posicionou nas redes sociais a favor do dublador.

No Twitter, a empresa declarou que não existe espaço na comunidade para cyberbullying e condenou os atos violentos, além de mais uma vez elogiar o profissionalismo de Briggs e toda a equipe do estúdio Som de Vera Cruz.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A origem dos ataques de "fãs" de Chainsaw Man a Guilherme Briggs

No Brasil, a tradução de mangás (scan) por fãs é algo corriqueiro e comum. Claro, muitos dos membros envolvidos nas traduções não oficiais adaptam alguns trechos, utilizando gírias e jargões populares entre os brasileiros. Porém, em certas ocasiões, alguns scans utilizam linguagem de baixo escalão que, oficialmente, não estão inseridas no contexto da obra, podendo deturpar o mangá original e gerar situações misóginas e homofóbicas.

Entre outros vários exemplos de mudança na tradução, a fala do Demônio do Futuro em um scan brasileiro viralizou e tornou-se um sucesso entre fãs de Chainsaw Man -- sendo ela o expoente da briga. “O futuro é p#ka” é a frase originada deste scan que fez sucesso na internet, mas não é uma tradução oficial ou autorizada pela editora Shueisha.

Na dublagem, a frase utilizada foi “O futuro é top!...

Chainsaw Man: Crunchyroll se posiciona após saída de Guilherme Briggs da dublagem
Leia Mais

Chainsaw Man: Após ameaças de morte, Guilherme Briggs deixa dublagem do anime
Chainsaw Man: Artista imagina Denji e amigos no universo de One Piece; veja
Chainsaw Man: Trailer destaca a porradaria do episódio final da temporada