César Tralli questiona "retomada econômica" em São Paulo e é elogiado

Bárbara Saryne
·3 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo

César Tralli questionou a flexibilização da quarentena no estado de São Paulo e foi elogiado por seu posicionamento durante o ‘SP1’ desta quinta-feira (28). O jornalista entrevistou Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico, e representou os internautas com suas perguntas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

“Gostaria que a senhora explicasse para a gente como São Paulo pode reabrir se cidades próximas, que fazem divisa, separadas de São Paulo apenas por uma rua, ainda não podem? Como se explica isso?”, questionou o apresentador logo no início.

Patrícia agradeceu pelo esforço da população durante a quarentena e Tralli a cortou para colocar o assunto em pauta novamente.

“Só para a gente não perder o raciocínio, as taxas de ocupação de leitos de UTI, hoje, estão em torno de 92%. Há alguns dias muitos hospitais estavam com 100% de ocupação! Isso vai variando um pouco, mas está em 92% e tem hospital até com 94%, ou seja, extremamente preocupante. Há cidades aqui perto de nós, da grande São Paulo, com taxas bem menores e sem flexibilização. Qual é o raciocínio para deixar São Paulo com possibilidade de reabertura e essas outras cidades não?”, perguntou ele.

Leia também

Quando a secretária foi responder a conexão caiu. Tralli seguiu com o telejornal e mais tarde voltou a falar com ela. Antes disso, mostrou um mapa do estado de São Paulo para explicar o “plano de reabertura da economia”. Segundo ele, a capital está “ilhada” pelo vírus e com a reabertura pessoas que moram no ABC, por exemplo, podem infectar os moradores da capital.

“São Paulo não é uma ilha, né? Se fosse Ilhabela que estivesse aqui no litoral, mas não é. A gente sabe até que algumas áreas de São Paulo se confundem com outras cidades. É muito fácil você atravessar de um lado para o outro sem perceber. Isso está levando a muita confusão”, disse o jornalista, que foi elogiado pelo jogo de cintura ao vivo.