Cerimônia do Grammy é adiada por causa da covid-19

·1 minuto de leitura
O Grammy Awards originalmente definido para 31 de janeiro de 2021 foi adiado devido ao coronavírus

A cerimônia de entrega dos prêmios Grammy, a festa da música internacional, prevista para 31 de janeiro, em Los Angeles, foi adiada devido à covid-19, que se espalha rapidamente na Califórnia, noticiou a imprensa americana nesta terça-feira (5).

O adiamento da 63ª cerimônia anual ocorre menos de quatro semanas antes da data programada para sua realização, à sombra da pandemia que abalou de forma devastadora a indústria da música.

A Recording Academy, que organiza a festa, não respondeu a várias perguntas da AFP. A produção havia informado que a cerimônia seria em sua maior parte, mas não divulgou planos específicos.

A revista especializada Rolling Stone, que deu a notícia, informou que os organizadores da cerimônia pretendem reagendar o evento para março.

Beyoncé, Dua Lipa, Taylor Swift e o rapper Roddy Rich são os principais indicados na gala normalmente cheia de estrelas. O comediante Trevor Noah foi escolhido para apresentar o show de 2021.

As indicações foram feitas por estrelas de todo o mundo, falando por chat de vídeo. Outras premiações, como o Emmy e o Grammy Latino, foram forçadas a se tornar parcial ou totalmente virtuais devido às restrições motivadas pela pandemia a grandes aglomerações.

Los Angeles está agora entre os centros da pandemia do coronavírus, com hospitais sofrendo com casos registrados e residentes sob a ordem de permanecer em casa.

O avanço repentino da pandemia no sul da Califórnia se segue ao Dia de Ação de Graças e à temporada de férias, com relatos de racionamento de oxigênio e pacientes forçados a passar horas esperando em ambulâncias pela abertura de leitos.

mdo/ec/ap/mvv