Celebridades tietam Sérgio Moro e são criticadas na web

(Foto: Reprodução/Instagram/@ahickmann)

Após votos declarados em Jair Bolsonaro, alguns artistas foram convidados por Sérgio Moro para uma reunião. Ana Hickmann, que chegou a tietar o presidente na semana passada, compareceu e fez uma selfie com o Ministro da Justiça. Quem também não perdeu a oportunidade de garantir uma foto com Moro foram os sertanejos Zezé di Camargo e Jorge Barcelos.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

“Queria tanto esta selfie!!! Consegui!!! Nosso Super Ministro Sérgio Moro!!”, escreveu Ana Hickmann. A loira também fez amizade com a mulher do ex-juíz, Rosângela Moro, e elogiou a nova companheira no Instagram. “Amei te conhecer! Obrigada pelo seu carinho”, disse ela, que teve o clique respostado e também recebeu uma mensagem de Rosângela: “Diva linda e paranaense de coração”.

Zezé, por sua vez, resolveu fazer uma pergunta aos seguidores ao publicar a foto em que aparece com o amigo Jorge, Sérgio Moro e Rosângela. “Existe encontro melhor que esse?”, questionou. Não demorou muito, é claro, para os internautas responderem ao cantor.

O retrato da vergonha brasileira”, escreveu um. “Sou sua fã desde pequena! Sempre comento aqui meu amor e admiração por vc!!!! Mas LULA LIVRE”, completou outra seguidora. “Que nojo, a foto poderia ter sido perfeita se esse mafioso não tivesse no meio”, disse mais um internauta.

A apresentadora Ana Hickmann também não escapou das críticas. “Gostava tanto de você, lhe admirava há muitos anos, mas suas escolhas políticas são lamentáveis”, escreveu uma fã. “Que decepção! Acorda, nosso país está afundando. Você deveria apoiar as práticas humanitárias em defesa de dias melhores”, completou outra, seguida por um internauta que criticou Moro.

“Vagabundo, perseguidor, enganador”, disparou o seguidor. Ana, porém, saiu em defesa do ídolo. “Mocinho, presta atenção na foto!! É o Ministro da Justiça Sérgio Moro e não o Lula”, garantiu a apresentadora da Record. Os comentários, porém, não param de chegar e a polêmica só aumenta.