Celebridades se dividem entre apoio e crítica a Gusttavo Lima após polêmica com shows

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.11.2014 - O cantor Gusttavo Lima em seu estúdio em São Paulo. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.11.2014 - O cantor Gusttavo Lima em seu estúdio em São Paulo. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após ter seus shows investigados pelo Ministério Público, o cantor Gustavo Lima fez uma live em sua conta do Instagram na qual chorou e disse ser vítima de perseguição.

O cantor se referia a apresentações pagas por prefeituras com verbas públicas, prática comum entre músicos sertanejos que nas redes sociais ganhou o apelido de "CPI do sertanejo". Muitos desses artistas se gabam por não utilizarem recursos da Lei Rouanet, mas recebem dinheiro público através de cachês pagos por prefeituras.

A publicação da live de Lima foi mais um episódio do caso que começou com críticas do cantor Zé Neto à cantora Anitta.

Durante a live, Neto foi um dos artistas que fez comentários de apoio ao cantor, embora algumas de suas mensagens tenham se tornado matéria-prima para memes que passaram a circular nas redes sociais ridicularizando Gusttavo Lima.

Outros artistas, principalmente do universo sertanejo, também o apoiaram. "Lembre-se de tudo o que já passou? Você superou. Deus cuidou e sempre cuidará de você!", escreveu Edson, da dupla com Hudson.

"Bebê, só vai... Fica na paz", escreveu João Bosco, da dupla com Vinícius. Entre os que acompanharam a live, também havia artistas que criticaram a mídia pela divulgação das informações sobre o caso. "Manchetes semeadoras de dúvidas! Lidas por 'muitos' analfabetos funcionais, com o objetivo de indiretamente gerar difamação pelo leitor aos que nem irão ler. E ainda replicam 'informações falsas' como verdade sem antes ser interpretar!", escreveu o cantor Israel Novaes.

Por outro lado, outras celebridades foram às redes sociais manifestar críticas a Gusttavo Lima, como o youtuber Felipe Neto. "Sabe o que eu acho engraçado? Estou há quatro anos sendo massacrado pela opinião pública, [assim como] Anitta, Porchat, outros artistas. Fui acusado de pedofilia, corrupção de menores, a polícia veio na minha casa a mando da família Bolsonaro", dele disse.

"Aí um cantor sertanejo passa uma semana sendo atacado por se beneficiar de dinheiro público para fazer show e já faz live chorando falando que vai desistir", afirmou Neto, em referência ao momento da live em que Gusttavo Lima diz que está a "jogar a toalha".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos