Cego? Entenda a condição que afeta integrante do Black Eyed Peas

Vocalista do Black Eyed Peas no Rock in Rio 2019
Vocalista do Black Eyed Peas no Rock in Rio 2019. Foto: REUTERS/Ian Cheibub

Resumo da notícia:

  • Cego? Entenda a condição que afeta o integrante do Black Eyed Peas

  • Twitteiros do Brasil descobriram que Apl tem deficiência visual

  • Cantor é diagnosticado com nistagmo ao ter baixa visão

A deficiência visual de um integrante do Black Eyed Peas virou um dos principais assuntos do Twitter nesta quarta-feira (11) apesar dessa informação ser de conhecimento público há bastante tempo. O vocalista Apl é afetado pelo nistagmo. Mas você sabe o que é isso?

Marcada por movimentos involuntários e repetitivos dos olhos que resultam na redução de clareza e nitidez da visão, a condição deixa o músico legalmente cego. Em entrevista ao The Sun, em 2011, ele comentou obre o assunto. "Consigo perceber bem as formas [mas] se não estiver suficientemente perto, mesmo que seja uma coisa grande, não consigo lê-la", afirmou na época.

Em um dos vídeos virais do Twitter, Will.I.Am, aparece falando sobre o colega de banda. "Apl é cego. Apl não consegue enxergar. Se eu ficar parado ali, colocar um boné diferente, me posicionar diferente, ele não vai saber que sou eu. Ele me reconhece pela minha forma, voz e postura. Ele não pode dirigir, não enxerga cores. Ele não consegue ver daqui até a porta, daqui até a câmera", explicou.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP) informa que o nistagmo pode ser classificado como congênito ou adquirido. Na categoria congênita, o início da condição ocorre entre seis semanas e vários meses de idade geralmente. Já a categoria adquirida ocorre a partir dos seis meses de idade e pode estar associado a condições médicas graves.

E as causas do nistagmo podem ser diversas: catarata congênita, estrabismo, miopia ou astigmatismo elevado, albinismo, outros distúrbios do nervo óptico e da retina, medicamentos, síndrome alcóolica fetal, trauma ou problemas na orelha interna.

Sobre uma possível cirurgia para corrigir o nistagmo, a SBOP afirma que isso não elimina a condição. "O objetivo da cirurgia na maioria dos casos é ajudar a aliviar uma posição anormal da cabeça ou diminuir a amplitude do nistagmo. Às vezes, a cirurgia pode causar melhora da visão, mas não elimina completamente o nistagmo", informa a entidade.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos