Causa da morte de Pelé é divulgada

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé credit:Bang Showbiz
Edson Arantes do Nascimento, o Pelé credit:Bang Showbiz

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, morreu aos 82 anos de idade nesta quinta-feira (29), em decorrência da falência de múltiplos órgãos.

A informação foi confirmada pela equipe do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde o ícone do futebol estava internado desde o dia 29 de novembro.

"O Hospital Israelita Albert Einstein confirma com pesar o falecimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, no dia de hoje, 29 de dezembro de 2022, às 15h27, em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia. O Hospital Israelita Albert Einstein se solidariza com a família e todos que sofrem com a perda do nosso querido Rei do Futebol", disse um comunicado da equipe que cuidava do astro.

Pelé deu entrada no hospital para tratar uma infecção respiratória desencadeada pela Covid-19. Na ocasião, um boletim médico divulgado pela equipe do jogador informou que Pelé estava passando por uma "reavaliação do tratamento quimioterápico do tumor de cólon identificado em setembro de 2021", negando os relatos de que ele estaria recebendo apenas cuidados paliativos no local.

Nas redes sociais, famosos e anônimos fizeram homenagens comoventes ao Atleta do Século.

"Todo fã de futebol também é fã de Pelé: sobretudo os que tiveram a sorte de vê-lo jogar! Pelé transcendeu o esporte e fez arte com os pés! Sempre será um gigante! Obrigado, Pelé!", escreveu o cantor Djavan.

O cantor Caetano Veloso relembrou uma canção que compôs inspirada nas palavras do atleta. "Dia triste para o Brasil. Pelé nos deixou hoje", lamentou ele, compartilhando um trecho da música 'Love, Love, Love'.

O diretor Boninho também deixou uma mensagem de pêsames: "Que ano difícil, quantos amigos se foram. Hoje perdemos nosso 10 Pelé, seu sorriso, o gênio da bola. A bola está triste hoje. Vai amigo, descansa".

"Hoje o Brasil dá adeus a um de seus filhos mais ilustres: Pelé, o rei do futebol. Eleito o atleta do século, Edson Arantes do Nascimento fez o mundo se curvar diante do seu talento, levando o futebol brasileiro ao altar dos deuses", escreveu o ex-jogador Romário.

Casemiro fez um tributo ao ícone do futebol: "Descanse em paz, Rei Pelé. Obrigado pela glória que você deu ao Brasil e ao futebol. Seu legado é eterno".