Cassia Kis, de "Travessia", vai em ato antidemocrático após homofobia

Cassia Kis continua dando o que falar nas redes sociais. A atriz que integra o elenco de "Travessia" causou mais uma polêmica após supostamente ter sido denunciada por colegas da Globo pelas suas falas homofóbicas ditas em uma entrevista. A intérprete de Cidália foi para o ato antidemocrático realizado na última quarta-feira (02), no Rio de Janeiro, se reunir com manifestantes que se recusam a aceitar a vitória do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva e não assumem a derrota de Jair Bolsonaro na eleição.

Em vídeo, podemos ver a protagonista de "Desalma" batendo palmas para os bolsonaristas presentes no protesto que aconteceu na frente do Comando Militar do Leste, no centro da cidade, que reivindicava uma intervenção militar. O ato golpista ainda contestava o resultado da eleição que resultou na vitória do petista, sem apresentar nenhuma prova de que houve fraude nas urnas.

A atriz, em outro momento, aparece ajoelhada, segurando um terço nas mãos, rezando. Assim como outros manifestantes, Cassia usava as cores da bandeira brasileira, como o verde em sua blusa.

Cássia Kis é denunciada por homofobia

Antes disso, o clima entre Cássia e os seus colegas de elenco de "Travessia" já estava bem abalado, visto que muitos atores estariam incomodados com os posicionamentos políticos da atriz no set de gravações e devido às suas falas homofóbicas.

Leia +


Leia +

"Travessia": Lucy Alves vai ser linchada em cena. Veja vídeo e entenda a trama!
"Euphoria": 3ª temporada vai mostrar futuro dos personagens após a formatura
Jade Picon, em "Travessia", reclama de interesse na vida pessoal após polêmica no Rock in Rio