Cássia Kis convoca brasileiros para "7 de setembro religioso" e divide internautas

Cássia Kis convoca brasileiros para
Cássia Kis convoca brasileiros para "7 de setembro religioso" e divide internautas (Foto: Globo/João Miguel Júnior)

O nome de Cássia Kis foi parar entre os assuntos mais comentados de uma rede social após viralizar um vídeo em que a atriz convoca os brasileiros para rezar "para que Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rainha, padroeira do Brasil, mais uma vez tome as rédeas da nossa história. E nos livre dos males que ameaçam o Brasil” no próximo dia 7 de setembro, feriado de comemoração da Independência do Brasil, data em que estão previstos protestos e manifestações políticas por todo o país.

No vídeo, publicado no canal do YouTube do Centro Dom Bosco, um grupo conservador da Igreja Católica, a atriz ainda homenageia alguns católicos notórios que, segundo ela, "foram os principais homens e mulheres que construíram essa nação", citando até mesmo a Princesa Isabel, o que gerou controvérsia. Confira:

Nas redes sociais, grupos bolsonaristas aderiram ao convite de Kis e compartilharam o vídeo massivamente, elogiando a postura da artista: "De atriz global à católica convertida. Cássia Kis descobriu a verdade e o verdadeiro sentido da vida, que nem mesmo a fama é mais atraente quando se abrem as vendas dos olhos. Ela está vendo, hoje, que o céu é mais importante que esta vida medíocre", escreveu um internautas. "GRATA SURPRESA! De onde menos se espera. Deus abençoe essa mulher", comentou outro.

Porém, muitos outros também se chocaram com o vídeo: "Os minions estão se aproveitando desse vídeo da Cássia Kis para colocar eleição no meio. É isso que acontece quando você dá corda em colocar religião no meio do que devia ser laico", argumentou uma internauta. "Regina Duarte, Cássia Kis e Leda Nagle estão aí para provar que fanatismo e ódio de classe sempre existiram no Brasil.Quanto mais oportunidades for dada aos menos favorecidos do Brasil, mais esse tipo de pessoas irá reagir querendo manter seus privilégios intocáveis", criticou mais um.

Polêmica com aborto

Essa não é a primeira vez que Cássia Kis acaba envolvido em polêmica. Durante participação no "Encontro", em maio deste ano, a atriz revelou já ter feito abortos no passado, mas hoje se arrepende e luta para que mulheres não desistam da gravidez, inclusive tentando convencê-las a não abortar:

"Em 1985, eu tinha feito um aborto. Eu fiz o aborto. Não foi um aborto espontâneo. Isso (a novela) mudou a minha vida. Hoje sou uma madrinha que defende a vida, que protege a vida. Vou atrás das mulheres que querem fazer aborto para não fazerem. Fui parar nesse lugar graças a esse projeto. Essa é a importância da literatura para um ator", declarou.

Em 2020, ela já havia falado sobre o seu posicionamento, especialmente após ter tido dois abortos, um por escolha e outro espontâneo: "Se eu puder pregar contra o aborto, vou fazer. Não conheço uma mulher que tenha feito e, que depois de um tempo, não tenha compreendido como foi difícil. Meu filho mais velho teria, hoje, 35 anos. Eu talvez já fosse avó. Então, batizei os dois, dei nome para eles, durmo com eles à noite", afirmou.