Cássia Kis causa climão na Globo com pedido de oração contra eleição de Lula

Cássia Kis convoca brasileiros para
Cássia Kis convoca brasileiros para "7 de setembro religioso" e divide internautas (Foto: Globo/João Miguel Júnior)

Cássia Kis tem causado nos bastidores da novela "Travessia". É que a atriz, que já se manifestou a favor da reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL), teria interrompido as gravações da novela para fazer orações contra a eleição de Lula (PT) e mandado mensagens nos grupos de WhatsApp do elenco promovendo discussões políticas. As informações são do colunista Lucas Pasin.

Fontes do jornalista dizem que Cássia teria recebido o apelido de "pregadora" e causado mal estar por estar acostumada a falar sobre política e só encerrar o assunto quando concordam com ela. Nesta quarta-feira (26), a atriz ainda proferiu declarações homofóbicas em uma live com a jornalista Duda Nagle. Ela afirmou que casais gays ameaçam as famílias e deixou o clima entre os atores mais acirrado.

A atriz Lúcia Veríssimo postou uma lembrança com a colega de profissão. No clique, ela e Cássia protagonizam um beijo na boca. “Meu TBT de hoje vai ser em homenagem à Cassia Kis. Que sigamos sem hipocrisia e falso moralismo. Sim, foi de verdade esse beijo. SIM É A CÁSSIA KIS QUEM ESTÁ ME BEIJANDO”, escreveu na publicação.

Em nota, a Globo repudiou a fala da intérprete de Cidália em "Travessia": "A Globo tem um firme compromisso com a diversidade e a inclusão, e repudia qualquer forma de discriminação", diz o comunicado enviado à imprensa.

Conforme apurado pelo colunista Lucas Pasin, a emissora ainda proíbe seus contratados a participarem de campanhas políticas na TV, rádio, e subirem no palanque de candidatos. O canal não admite que compareçam ao trabalho com roupas que possam ser vinculadas a campanhas eleitorais (camisa, bottons e adesivos). Carros com adesivos de candidatos também não podem ser estacionados dentro da empresa.