Casos de coronavírus no Brasil em 14 de maio

Soldados das Forças Armadas se preparam para desinfectar abrigo público Stella Maris no Rio de Janeiro (MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

O Ministério da Saúde atualizou para 13.993 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil nesta quinta (14). Ao todo, também foram confirmados 202.918 casos da Covid-19 no país. Até quarta (13) eram 13.149 mortes e 188.974 casos.

Principais notícias sobre coronavírus no Brasil

Por que a periferia de SP pode sofrer mais?

Autoridades de saúde que participam do Centro de Contigência do coronavírus em São Paulo ressaltaram hoje, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, a preocupação com as constantes quedas na taxa de isolamento social no estado, e consequentemente, a urgência em se implantar medidas de afastamento mais efetivas. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Em São Paulo, 1 a cada 5 pacientes que vão à UTI morre

A letalidade do novo coronavírus para os pacientes que dão entrada nos leitos de UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) em São Paulo tem sido de 20%, matando 1 a cada 5 infectados. A preocupação com a alta taxa de mortes nos leitos intensivos foi um dos pontos abordados pelas autoridades de Saúde do governo de São Paulo. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro rejeita lockdown: 'Vai virar um país de pobres'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender a retomada da economia em meio à crise do novo coronavírus. “Essa história de lockdown... Vão fechar tudo? Não é esse o caminho”, afirmou o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Principais notícias sobre coronavírus no mundo

Grupo farmacêutico prioriza EUA em vacina e gera polêmica

O governo francês protestou nesta quinta-feira (14) contra o anúncio do grupo farmacêutico Sanofi de que dará prioridade aos Estados Unidos no caso de encontrarem uma vacina contra a COVID-19 e o presidente Emmanuel Macron estimou que a vacina contra este vírus, que já deixou cerca de 300.000 mortos no planeta, deve ser "um bem público mundial". LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Trump ameaça romper laços com a China por pandemia 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, endureceu nesta quinta-feira sua retórica contra a China, dizendo que não vai falar com seu colega Xi Jinping e ameaçou cortar laços bilaterais devido à maneira como Pequim lidou com a pandemia da COVID-19. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Médico demitido por Trump denuncia omissões e falta de plano contra vírus

Os EUA passarão pelo momento "mais sombrio de sua história moderna" se o presidente Donald Trump não mudar a estratégia contra o novo coronavírus, disse em depoimento ao Congresso americano o médico Rick Bright, que até abril participava dos esforços do governo para combater a pandemia. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.