Sérgio Hondjakoff luta contra vício em drogas, remédios e álcool, conta Rafael Ilha

Sérgio Hondjakoff compareceu voluntariamente à uma clínica de Sorocaba (SP) (Foto: Agnews)
Sérgio Hondjakoff compareceu voluntariamente à uma clínica de Sorocaba (SP) (Foto: Agnews)

Resumo da Notícia:

  • Sérgio Hondjakoff é conhecido por fazer o personagem Cabeção em 'Malhação'

  • Ator iniciou o tratamento no Instituto de Dependência Química de Sorocaba (SP)

  • Rafael Ilha deu detalhes sobre a dependência química do artista

Um dos responsáveis pela nova internação de Sérgio Hondjakoff, após se deparar com o vídeo do ator alterado, Rafael Ilha contou que o caso é delicado. Segundo o ex-polegar, Sérgio tem vício em drogas, remédios e álcool. "Ele usa cocaína, crack, usa remédio para dormir, para acordar, ele bebe bastante, é um caso bem delicado e que precisa de uma boa equipe para acompanhar e de um bom tempo também", disse ao "Na Telinha".

"Foi uma das coisas que me fizeram indicar o Instituto para a família, foi que eu exigi da clínica que não tivesse um tempo predeterminado", acrescentou Rafael. O campeão de "A Fazenda 10" ainda afirmou que Sérgio, intérprete de Cabeção, de "Malhação", estava em uma situação complicada e que trocou pertences pessoais por drogas.

"Ele está sem trabalhar e sem remuneração financeira. Ele conseguia drogas trocando as coisas dele, jaquetas, bonés, tênis, óculos... E quando isso tudo acabou, ele pedia para os pais dinheiro para comer, falava que estava com fome. Eles não davam dinheiro vivo na mão dele, tinha um cartão de débito, onde colocavam crédito dia sim, dia não, R$ 50, R$ 100 para que ele se alimentasse".

Sérgio Hondjakoff está internado em uma instituição em Sorocaba desde o último sábado (11).

Rafael Ilha detalha nova internação de Sérgio Hondjakoff

Diante disso, ao tomar conhecimento da situação, Rafael Ilha revelou que não pensou duas vezes em entrar em contato com a família de Sérgio Hondjakof. "Nem a mãe e nem o pai tinham condições de colocar numa clínica especializada, que pudesse fazer um trabalho mais profissional e digno. Procurei essa pessoa, achei e coloquei em contato com a família dele", relatou.

"Acho que o grande diferencial vai ser isso, não depende só dos profissionais, mas muito dele, que já gostou muito de lá, mandou um vídeo para a mãe dele. É uma clínica com muito mais estrutura, não só a parte física, mas também de equipe técnica, de médicos, psiquiatras e psicólogos", apontou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos