“TV Globo abafou bastante”, diz Maria Zilda sobre caso Melhem e José Mayer

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Maria Zilda Bethlem. Foto: reprodução/Instagram/mariazildabethlem
Maria Zilda Bethlem. Foto: reprodução/Instagram/mariazildabethlem

Maria Zilda Bethlem, famosa por suas lives ‘sinceronas’, já falou em uma de suas transmissões sobre o famoso ‘teste do sofá’ que existiria nos bastidores da televisão. O Yahoo! bateu um papo com a atriz e abordou justamente o tema ‘assédio’, assunto em voga nos dias atuais após repercussão do caso de Marcius Melhem, mas como imaginamos, pouco falado há 45 anos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Nunca tive nenhuma experiência de assédio na TV Globo”, garante ela, que relembra um caso que a gerou suspeitas: “Teve apenas um diretor que me convidou para jantar na casa dele. Eu, por intuição ou proteção do meu anjo da guarda, não aceitei, e pronto. Ele nunca mais me convidou para mais nada. Não houve insistência, mas é claro que nunca mais me convidou para mais nada mesmo. Mas não tem problema. Tinham muitos diretores, esse não fazia a menor falta.”

Leia também

Para Maria Zilda, casos de assédio públicos como o de Marcius Melhem, são temas debatidos muito recentemente mesmo: “Tivemos antes da Calabresa o caso do José Mayer. Foi marcante também, mas acho que muito mais suave do que o do Marcius Melhem. Acho que a TV Globo abafou bastante, defendeu bastante o Melhem. Isso é uma coisa que só é ruim para a própria TV Globo, né?”

Ao avaliar a ‘toda poderosa’, Maria Zilda diz que em sua época na telinha tudo era muito diferente: “Tive o privilégio de trabalhar numa TV Globo que era dirigida por Bonifácio, o Boni. Era uma televisão séria, com grandes autores, diretores, atores. Novelas tinham apenas 30 atores. Então os autores podiam escrever bem e bastante para esses atores. Agora as novelas têm 150 atores, tudo meio que se perdeu. Não reconheço mais a TV Globo. Não sei onde foi que essa mudança toda aconteceu.”

Posicionamento da TV Globo

Os jornais da TV Globo têm abordado sobre a acusação de assédio envolvendo Marcius Melhem e o posicionamento do Compliance da emissora. No fim do telejornal de terça-feira (08), os apresentadores André Trigueiro e Ana Luiza Guimarães leram uma nota da Globo sobre o assunto. Eles começaram falando sobre a reportagem da revista piauí, segundo a qual Calabresa e outras funcionárias foram vítima de assédio sexual e moral por parte de Melhem.

"Ouvida pela piauí e por esses veículos, a Globo informou que investiga criteriosamente todas as denúncias de assédio e que não tolera comportamentos abusivos", disseram. "Mas que não pode comentar publicamente nenhuma investigação desse tipo por ter assumido com todos os seus colaboradores um compromisso de sigilo do processo, que resguarda a investigação dos fatos, denunciantes, denunciados e testemunhas."

Leia a entrevista completa com Maria Zilda feita pelo Yahoo!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos