Casal do interior de SP se inspira em nomes de uvas para dar nomes aos três filhos

Reprodução/Lucas Lacaz/Arquivo Pessoal
Reprodução/Lucas Lacaz/Arquivo Pessoal

Muitas pessoas são amantes de vinhos não só pelo seu sabor único, mas também pelos benefícios à saúde. Mas o gosto pela bebida foi além do comum para o casal de São José, interior de São Paulo, Isabella Franco e Lucas Lacaz Ruiz.

Leia mais: Inspirada pelo eclipse, mãe escolhe nome nada convencional para filha recém-nascida

Eles se inspiraram em três tipos de uvas para dar nomes ao filhos, que se chamam: Syrah Luiza, João Malbec e Natasha Chardonnay, de 11, 9 e 1 ano, respectivamente. “A gente gosta muito de tomar vinho e, durante uma conversa no começo do namoro, decidimos que nossa primeira filha se chamaria Syrah, que é o nome da uva que mais gosto. Depois, quando o Lucas sugeriu Malbec para o nosso segundo filho eu fiquei na dúvida, mas fui convencida porque colocamos um nome mais comum, o João, primeiro”, contou Isabella ao G1.

A decisão não foi tarefa fácil, pois Syrah não é considerado um nome próprio e o casal precisou obter autorização judicial, já que o cartório se recusou a registrar a menina. “De maneira alguma estamos expondo ao ridículo ou de maneira pejorativa nossa filha”, afirmou Lucas no pedido ao juiz que aprovou o registro.

Leia mais: Com bom humor, internautas falam sobre a dificuldade de ter um nome diferente

Os pais do casal também não aprovaram a ideia de inicio, mas dizem ter se acostumado com os nomes diferentes dos netos. Assim como as próprias crianças, que afirmam gostar dos nomes que receberam. A dificuldade é apenas explicar para os colegas a pronuncia correta, mas não demora muito para que todos se habituem a chamá-los pelo nome incomum.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos