Casal de colunistas do EXTRA dá dicas de decoração para imóveis alugados

Rafaella Barros
·3 minuto de leitura

Reformar e decorar um imóvel alugado costumam ser desafios para os inquilinos, pela impossibilidade de realizar grandes mudanças estruturais. Mas o arquiteto Guilherme Galvão e o engenheiro civil Douglas Alexandre mostram, com o próprio apartamento onde vivem, que é possível fazer isso gastando pouco.

O casal, que este ano assumiu a coluna Casa de Novela da Revista Canal Extra, se mudou para o apartamento, em Niterói, há dois anos. A dupla foi executando o projeto aos poucos, usando objetos, inclusive, que cada um já tinha quando solteiro.

Guilherme explica que o fato de não ser dono não impede que o locatário faça pequenas intervenções no imóvel para deixar a sua “identidade”.

— Utilize ideias práticas de execução, como móveis soltos ou de fácil montagem e remoção, pois, caso você se mude, será tranquilo desmontar e remontar no novo espaço — recomenda.

Outra dica do arquiteto é recorrer às tintas, que muitas vezes dão um toque especial ao ambiente.

— Além disso , é uma intervenção superbarata, se comparada a grandes obras com revestimentos — ressalta.

O especialista também sugere que o morador aposte na iluminação, que pode ser aplicada de diferentes formas em cada cômodo.

— Invista em luminárias pontuais no ambiente, pois elas darão aquele toque de aconchego todo especial e ainda poderão ser realocadas em outros cômodos ou em um novo endereço — explica Guilherme.

Um exemplo disso é que, além das luminárias em trilhos, no teto, ele e o marido usaram versões de parede ao lado do sofá da sala e também acima do criado-mudo, na lateral da cama do casal. Assim, a iluminação destaca esses “cantinhos” da decoração.

O projeto também surfou a onda do “urban jungle”, termo em inglês que significa “floresta urbana”. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma tendência de compor ambientes com diversas plantas, mas não apenas isso, como explica Guilherme.

— É trazer a natureza, os elementos naturais para dentro de casa, de forma que você se sinta de verdade fora daquele ambiente. Para mim, não existe regra para estilo nem quantidade de plantas e elementos. Quanto mais, melhor — completa.

Arregaçando as mangas

Outra forma que Guilherme e Douglas encontraram de deixar o apartamento ainda mais com a cara da dupla e ainda economizar foi arregaçar as mangas e fazer peças e modificações por conta própria.

Eles pintaram, por exemplo, as paredes do banheiro da suíte e do quarto, além de terem produzido a cabeceira da cama. Os dois também fizeram um quadro com uma folha seca da costela-de-adão que eles cultivam.

— Muita gente tem medo se aventurar no “faça você mesmo”, mas a gente nunca teve. Confesso que já houve vezes em que não deu certo, mas é no erro que se aprende e se aperfeiçoa. E temos muitas referências boas na internet — explica Douglas.

Por falar em web, Guilherme explica que sites de desapego são uma boa opção para quem quer gastar pouco com itens de decoração, mas faz um alerta:

— É bom observar bem o estado do móvel. Se você gosta de reformar, faça um garimpo, pois vai encontrar muita coisa bacana com superpotencial. Depois, o valor da peça será infinitamente maior, muitas vezes tendo sido gasto bem pouco para restaurar.