A Casa do Dragão: O que as ações da Rainha Alicent significam para a guerra que se aproxima?

Aviso: O texto a seguir contém spoilers do quinto episódio de A Casa do Dragão!

É rapaz... não há nada como um casamento de Westeros! A pompa. As iguarias. Os gritos de gelar o sangue.

Os acontecimentos no final do quinto episódio de A Casa do Dragão foram -- no mínimo -- de tirar o fôlego, por assim dizer. Quando a princesa Rhaenyra e Sor Laenor Velaryon se casaram as pressas, com rostos chorosos, após o chocante assassinato do amante de Laenor. E no meio deste caos, este dia comemorativo virado de cabeça para baixo pelo derramamento de sangue, foi também o primeiro tiro disparado na próxima guerra civil Targaryen, conhecida como A Dança dos Dragões.

A rainha Alicent fez um grande movimento e tomou um lado esta semana, escolhendo seu filho Aegon como sucessor e tomando medidas para fortalecer a si mesma e sua família contra Rhaenyra (e qualquer descendência que deveria vir desta nova união Targaryen/Velaryon). Claro, isso não foi um anúncio formal ou coisa do tipo, apenas uma exibição bastante vistosa de agressividade passiva e alguns decidiram ignorar Rhaenrya em sua própria festa de casamento. Um glacê que a princesa definitivamente notou.

O vestido verde

Com o Rei Viserys com a saúde em ruínas, graças a ser lentamente picado até a morte pelo Trono de Ferro, escolhas difíceis tiveram que ser feitas. Alicent tem estado bastante inerte até este ponto, mas agora que seu pai foi expulso de Porto Real, ela é a única que resta para salvar seus filhos. O quinto episód...

A Casa do Dragão: O que as ações da Rainha Alicent significam para a guerra que se aproxima?
Leia Mais

A Casa do Dragão: 'Pior experiência da minha vida' diz ator sobre cena da série
A Casa do Dragão: Trailer do episódio 6 revela novos dragões, atores e mortes; assista
A Casa do Dragão: Quem é Sir Harwin Strong?