Casa da artista Leonora Carrington na Cidade do México vira museu

·2 minuto de leitura
Veja o interior da casa e estúdio da artista britânico-mexicana Leonora Carrington (1917-2011) na Cidade do México, em 24 de maio de 2021

A casa da artista anglo-mexicana Leonora Carrington na Cidade do México abrirá suas portas ao público como um museu para expor algumas de suas obras e objetos pessoais, informou nesta segunda-feira (24) o responsável pelo local.

"Este espaço tem o cotidiano da família Weiz Carrington, que viveu aqui por mais de 60 anos. Catalogamos mais de 8.600 objetos", disse à AFP Alejandra Osorio, diretora cultural da Universidade Autônoma Metropolitana (UAM).

Pablo Weisz Carrington, filho da pintora, vendeu a casa para a UAM por 500.000 dólares com a condição de que fosse transformada em um museu.

Em troca, em 19 de maio doou obras de sua mãe avaliadas em três milhões de dólares.

O local será inaugurado quando a UAM reabrir suas instalações, o que dependerá da evolução da pandemia no México, disse Osorio.

Com a Casa Estúdio Leonora Carrington, existem três museus dedicados à artista no México, onde ela chegou em 1942 para depois se naturalizar. Os outros dois estão localizados no estado de San Luis Potosí (norte).

Na casa-museu, localizada no icônico bairro de Roma, há 45 obras de esculturas e centenas de objetos que Carrington usou durante o tempo em que morou lá.

Na cozinha é possível ver os temperos que ela utilizava nos pratos e até a última maquiagem que usou.

A obra da também escultora é inspirada em gnomos, duendes, gigantes e fantasmas, fruto de sua educação irlandesa e do contato com a mitologia celta, acrescentou Osorio.

Entre essas peças está "The Palmist", inspiração para o premiado filme "O Labirinto do Fauno", do diretor mexicano Guillermo del Toro.

A intenção é “preservar o caráter intimista da sala de jantar, quarto, cozinha e escritório com a ideia de apresentá-los tão de perto quanto como na vida cotidiana da artista”, disse Osório.

Leonora Carrington “não gostava de explicar o seu trabalho”, daí a importância de se aprofundar no seu cotidiano, Osório destacou.

Carrington nasceu em 6 de abril de 1917 em Clayton Green, uma mansão aristocrática na cidade de Chorley, Lancashire, Inglaterra, e morreu na Cidade do México em 25 de maio de 2011.

jg/axm/mls/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos