Cartas de amor de Sylvia Plath a Ted Hughes irão a leilão na Sotheby's

·1 minuto de leitura
Frieda Hughes, filha de Ted Hughes e Sylvia Plath

LONDRES (Reuters) - Uma coleção de cartas de amor que exploram a paixão da poetisa norte-americana Sylvia Plath por seu marido britânico e também poeta, Ted Hughes, irá a leilão na Sotheby's, assim como as alianças de casamento do casal, receitas de família e álbuns de fotos.

Plath, cujos poemas arrepiantes transformaram os demônios de seu trauma em alguns dos versos mais perturbadores do inglês moderno, se suicidou em 1963 aos 30 anos colocando a cabeça dentro de um forno a gás. Seus filhos pequenos estavam dormindo no apartamento, mas ela havia vedado seus quartos e eles sobreviveram ilesos.

Plath e Hughes se casaram em 1956, e seu relacionamento foi tão tumultuado quanto apaixonado. As cartas dela ao marido exibem a agonia da separação de Hughes enquanto ela estudava em Cambridge.

"Minha carne está mais fria do que um torrão de terra úmido", escreveu Plath. "Será que você sabe que tem a boca mais adoravelmente deliciosa e excêntrica e que seus olhos se curvam e que você é todo quente, macio, elegantemente musculoso, com um caminhar alongado e meu Deus, eu enlouqueço quando me deixo pensar em você".

As cartas serão vendidas na Sotheby's entre 9 e 21 de julho. A venda consiste de 55 lotes e vem diretamente da coleção da filha de Sylvia, Frieda Hughes.

O leilão ainda inclui o baralho de cartas de tarô dado por Hughes a Plath de aniversário e um retrato a tinta desenhado por Plath durante a lua de mel do casal em Benidorm.

Hughes morreu em 1998.

(Por Guy Faulconbridge)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos