Carro em que o rapper Tupac foi morto está à venda por R$ 9 milhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A BMW 750IL de 1996 em que estava o rapper Tupac no dia em que ele foi morto a tiros foi colocada à venda no site Celebrity Cars pelo valor equivalente a R$ 9 milhões.

O carro foi totalmente restaurado e agora está exposto em um showroom em Las Vegas. As marcas de bala, portanto, já não existem mais.

Tupac Shakur foi baleado há 25 anos, no dia 7 de setembro de 1996, em Las Vegas. Horas antes, ele e seus acompanhantes teriam espancado um membro de uma gangue, no saguão do MGM Grand Hotel, onde tinham ido assistir a uma luta de boxe de Mike Tyson, disse o jornal Los Angeles Times.

Horas mais tarde, Shakur foi atingido por quatro balas disparadas de um Cadillac que emparelhou com a BMW em que ele andava como passageiro, no banco da frente. Ninguém viu quem disparou os tiros, e Shakur morreu seis dias mais tarde.

Além do carro, em 2019, uma carta em que o rapper Tupac Shakur terminava o seu relacionamento com Madonna foi colocada em leilão por até R$ 1 milhão.

O site da empresa de leilões GottaHaveRockandRoll.com divulgou fotos e valores do item e o lance inicial foi de US$ 100 mil (mais de R$ 520 mil).

Shakur escreveu a carta na prisão. Escrita em 15 de janeiro de 1995, ele afirmava que estava tomando essa decisão por achar que namorar uma mulher branca poderia ameaçar carreira dele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos