Carol Nakamura desabafa sobre pressão estética: "Somos escravas das aparências"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura

Carol Nakamura garante que existe uma pressão para que as mulheres que trabalham na televisão estejam sempre dentro de um padrão de beleza — e ela sente isso na pele. A atriz, que integrou o elenco do ‘Domingão do Faustão’ por 11 anos como bailarina e repórter, diz que as artistas são muito cobradas pelo público. “Nós ainda somos escravas das aparências, infelizmente”, desabafa em entrevista ao Yahoo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

A morena adora cuidar do corpo — ela faz yoga, sufa, mantém uma alimentação saudável... —, mas admite que faria menos pela estética se não estivesse sob os holofotes. “Se não trabalhasse com a minha imagem, não estaria tão preocupada com estética. Me preocuparia apenas com a saúde”, lamenta.

Leia também

“Você tem que estar bonita só pelo fato de trabalhar na televisão. Essa cobrança é muito chata e vem do público mesmo”, afirma.

A artista integrou o elenco do 'Domingão do Faustão' por 11 anos (Foto: Reprodução/Instagram @carol_nakamura)
A artista integrou o elenco do 'Domingão do Faustão' por 11 anos (Foto: Reprodução/Instagram @carol_nakamura)

Ela, inclusive, prefere não dar atenção para críticas machistas e focar na carreira. “Se você é bonito não pode ser inteligente? O Brasil é atrasado nisso, existe preconceito por todos os lados. Todo mundo pode ser o que quiser”, opina. Nakamura já participou de duas novelas da Globo: ‘Sol Nascente’ (2016) e ‘Bom Sucesso’ (2019).

Na quarentena, Carol se dedica aos estudos — a morena frequenta a Casa Aguinaldo Silva de Artes, faz curso de oratória e de inglês também. “Meu maior desejo é fazer uma série. Tem laboratório, pesquisa... Um processo muito cuidadoso. Faria qualquer personagem nesse lugar sem ser, necessariamente, em um núcleo oriental”, finaliza.