Carol Nakamura desabafa sobre pressão estética: "Somos escravas das aparências"

Carol Nakamura garante que existe uma pressão para que as mulheres que trabalham na televisão estejam sempre dentro de um padrão de beleza — e ela sente isso na pele. A atriz, que integrou o elenco do ‘Domingão do Faustão’ por 11 anos como bailarina e repórter, diz que as artistas são muito cobradas pelo público. “Nós ainda somos escravas das aparências, infelizmente”, desabafa em entrevista ao Yahoo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

A morena adora cuidar do corpo — ela faz yoga, sufa, mantém uma alimentação saudável... —, mas admite que faria menos pela estética se não estivesse sob os holofotes. “Se não trabalhasse com a minha imagem, não estaria tão preocupada com estética. Me preocuparia apenas com a saúde”, lamenta.

Leia também

“Você tem que estar bonita só pelo fato de trabalhar na televisão. Essa cobrança é muito chata e vem do público mesmo”, afirma.

A artista integrou o elenco do 'Domingão do Faustão' por 11 anos (Foto: Reprodução/Instagram @carol_nakamura)
A artista integrou o elenco do 'Domingão do Faustão' por 11 anos (Foto: Reprodução/Instagram @carol_nakamura)

Ela, inclusive, prefere não dar atenção para críticas machistas e focar na carreira. “Se você é bonito não pode ser inteligente? O Brasil é atrasado nisso, existe preconceito por todos os lados. Todo mundo pode ser o que quiser”, opina. Nakamura já participou de duas novelas da Globo: ‘Sol Nascente’ (2016) e ‘Bom Sucesso’ (2019).

Na quarentena, Carol se dedica aos estudos — a morena frequenta a Casa Aguinaldo Silva de Artes, faz curso de oratória e de inglês também. “Meu maior desejo é fazer uma série. Tem laboratório, pesquisa... Um processo muito cuidadoso. Faria qualquer personagem nesse lugar sem ser, necessariamente, em um núcleo oriental”, finaliza.