Carol Biazin revela "vibe Marília Mendonça" em nova era: "Também sofro"

Carol Biazin em show no Cine Joia. Foto: Divulgação/Fernanda Lima
Carol Biazin em show no Cine Joia. Foto: Divulgação/Fernanda Lima

Resumo da notícia:

  • Carol Biazin mergulha em era vulnerável com "vibe Marília Mendonça"

  • Artista apresentou inédita "Início do Fim" em show no sábado (24)

  • Em entrevista ao Yahoo, cantora abriu o coração sobre mais nova composição

Carol Biazin pretende exibir uma versão mais vulnerável de si em nova era de sua carreira no pop nacional. A artista subiu ao palco do Cine Joia no último sábado (24) e surpreendeu os fãs com a apresentação inédita e bastante intimista de "Início do Fim", que chegará oficialmente ao público nesta quinta-feira (29), e fala sobre término de relacionamento.

Após fugir da realidade com o alter ego empoderado e sensual de "Garota Infernal", lançado no início do ano, a cantora paranaense busca uma "vibe Marília Mendonça" na nova fase. Em entrevista ao Yahoo logo após o show, Carol entregou bastidores sobre a nova produção.

"Criei 'Início do Fim' há mais ou menos um ano, com compositores incríveis, um deles de sertanejo, e eu chamei exatamente pela ideia de trazer algo tão identificável para as pessoas", explicou.

Sabe músicas da Marília Mendonça para a galera ouvir e todo mundo vai sofrer? Essa é a vibe! Foi uma das minhas maiores inspirações para essa composição"Carol Biazin

A cantora ainda comentou sobre a intenção de passar uma maior identificação para o público, já que a música traz uma performance diferente do que ela costuma apresentar. "Tem sido muito desafiador, porque é um momento muito vulnerável, chego na voz e piano, sem autotune, sem afinação nenhuma", afirmou.

"A gente deixou muito crua para tentar mostrar esse lado [vulnerável]. Mostrar um pouco dessa vivência e tentar trazer o público para mim. Da galera olhar e pensar que também sofro e também passo por isso. Gosto de momento de identificação", completou.

Construção da Diva Pop

Questionada sobre o processo de se alinhar cada vez mais à figura de uma diva pop, Carol pontuou como a faixa "Garota Infernal" foi um ponto crucial para despertar esse lado para o público. "Foi um processo de autoconhecimento. Uma das coisas que mais me ajudou a me ver assim foi a Garota Infernal e os últimos lançamentos, de ter atiçado o alter ego, esse poder, colocar um óculos e achar que já está em outro lugar. Que domina o palco e domina tudo", afirmou.

Ela ainda confessou que o sentimento já existia, faltava apenas mostrar isso para os fãs. "Eu já me sentia uma diva pop, só que eu precisava saber externar isso da melhor forma possível. Agora, eu estou sentindo que estou conseguindo gritar para o mundo e as pessoas estão conseguindo ler essa figura da Carol", completou.

Término recente

Carol também abriu o coração sobre a expectativa para a recepção do público com a nova música. Embora tenha sido escrita há um ano, a faixa se conecta com a vida amorosa atual de Carol, já que anunciou o término do relacionamento de quatro anos com Day Linms há poucos dias.

"Tudo é bem ligado. Independente de falar ou não. Se eu falo um ponto, a galera já liga. No final das contas, a gente [Carol e Day] está em um lugar incrível, eu e ela como pessoas. A gente se respeita muito", declarou.

Na sequência, a cantora ressaltou como é inevitável colocar a energia pessoal nas composições, já que Day também escreve canções. "Falo pela minha arte e ela se comunica pela arte dela. Então, com certeza, vai ter música falando sobre isso [término] também. Não tem como. A gente vive, a gente escreve sobre, mas está sendo muito massa poder colocar isso para fora no mundo", concluiu.