Carnaval: conheça os blocos LGBTQ que animam todas as tribos

(Reprodução/Instagram/@batekoo)

As festas do circuito LGBTQ são consideradas as mais animadas do Carnaval. Já há algumas décadas, elas são frequentadas por diferentes tribos e começaram a ganhar ainda mais relevância e força nos últimos anos, devido a mudanças culturais no país. Se você quiser conhecer blocos, festas e baladas que ganham cada vez mais espaço no Carnaval, separamos algumas sugestões.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Leia também

Batekoo

Criada pelos DJ's Maurício Sacramento e Wesley Miranda, o bloco nasceu em Salvador (BA) e tem duas bases importantes: negros e LGBTQ. O bloco leva elementos da cultura afro e da periferia para as ruas, como rap, hip-hop, funk carioca, R&B, trap, twerk e kuduro. Além da edição original baiana, a festa também já chegou em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Baile Glam Gay

Idealizado pelo artista plástico Milton Cunha, o baile de Carnaval acontece no Rio de Janeiro e conta até com concurso de melhor fantasia.

Le Boy

Localizada em Copacabana, no Rio de Janeiro, a boate Le Boy apresenta shows com drag-queens e go-go boys, e também é conhecida por sua sauna e banhos aos domingos. Durante o Carnaval, a casa oferece baladas especiais para os foliões. 

Bloco Agrada Gregos

Agradando a gregos e troianos, o bloco paulistano Agrada Gregos é um dos maiores no país e promete para 2020 muito pop, axé, funk e sertanejo. Com sons diversos, muita animação e glitter, tem público jovem e LGBTQ+ friendly. Muita gente aproveita a oportunidade para se fantasiar como se estivesse desfilando pela Grécia Antiga, mas curtindo a folia pelas ruas de São Paulo mesmo. 

Concurso e Festa Pop Gay

A festa de Carnaval aconteceem Florianópolis, Santa Catarina, e é uma das maiores do circuito. Lá, se apresentam drag queens e transgêneros que são premiadas em um Concurso duas categorias: Melhor Beauty Queen (com foco em travestis e transexuais) e Melhor Drag Queen.