Cardi B se revolta com Madonna: 'Não me insulte'

Show host Cardi B poses at a photo op ahead of the 49th Annual American Music Awards in Los Angeles, California, U.S., November 19, 2021.  REUTERS/Mario Anzuoni
Cardi B no 49° American Music Awards, na Califórnia, Estados Unidos, em novembro de 2021 (Foto: REUTERS/Mario Anzuoni)

A rapper Cardi B, 30, ficou indignada com Madonna, 64, após um comentário da rainha do pop. Madonna fez reflexões em seus Stories sobre os 30 anos de seu livro "Sex" e do álbum "Erótica" (1992), e relembrou as críticas que recebeu por ter exposto fotos mais sensuais na época.

No entanto, a artista citou alguns nomes durante a reflexão, como Miley Cyrus, Kim Kardashian e Cardi B, em tom irônico. "Fui chamada de prostituta, bruxa, de herege e diabo. Agora Cardi B pode cantar 'WAP', Kim Kardashian pode enfeitar a capa de qualquer revista com sua bunda nua e Miley Cyrus pode entrar como uma bola de demolição. De nada, vadias", escreveu ela, com um emoji de palhaço.

Cardi então desabafou no Twitter. "Eu literalmente prestei homenagem a essa mulher tantas vezes porque eu cresci ouvindo ela. Esses ícones realmente se tornam decepções quando você faz sucesso na indústria, é por isso que guardo para mim", começou, no tuíte que foi apagado horas depois.

"Diga o que você quer dizer, mas não me insulte. Ninguém vai me tratar como uma criança, especialmente uma mulher branca", acrescentou a rapper. Ela ainda explicou para os fãs que se incomodou com o tom usado pela cantora. "Me chamando de vadia e colocando emojis de palhaço?", questionou.

Após a briga, no domingo (23), Cardi publicou um tuíte afirmando que havia conversado com Madonna e que a desavença estava resolvida. "Falei com a Madonna, foi lindo. Tenha um ótimo dia e dirija com segurança", escreveu. A rainha do pop também falou sobre a rapper em seu Twitter. "Te amo Cardi B. Sempre amei e sempre vou amar."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.