Cardi B relata que sofreu assédio sexual durante uma sessão de fotos para revista

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A rapper americana Cardi B, 26, revelou nesta quarta-feira (25) que já sofreu um caso de assédio sexual enquanto participava de uma sessão de fotos para uma revista não identificada. A artista conta que ficou muito revoltada e que só pensava que aquilo era muito 'louco e errado'.

"Nunca esquecerei quando fui fotografar para uma revista e quando o fotógrafo ficou tentando se aproximar de mim e dizendo: 'Você quer entrar nesta revista?', então, ele tirou o pênis para fora", relembrou ela. "Eu fiquei muito revoltada e só conseguia pensar: 'Isso é loucura, muito errado'", disse, em entrevista à revista People, não detalhando quando foi o ocorrido.

Cardi B disse ainda que ela se retirou imediatamente da sessão de fotos, dizendo para o dono da revista o quão errado aquilo era. "'Você sabe o que é tão louco?', eu disse ao dono da revista e ele apenas olhou para mim como: 'E?'", contou a dona do "Invasion of Privacy" (2018).

Ainda à People, a rapper afirmou que, se isso acontecesse de novo atualmente, ela iria contar para todo mundo, expondo em suas redes sociais. "Eu iria expor no meu Instagram, iria fazer um barraco".

Recentemente, Cardi B usou suas redes sociais para expor outra coisa: seu amor pela brasileira Ludmilla, 24, dizendo que ela é sua cantora preferida no momento. E tudo indica ser verdade porque Cardi B apareceu cantando em bom português um trecho da música "Flash", da carioca.

Ao ver o vídeo, Ludmilla fez questão de republicar em sua conta. "É a coisa mais linda cantando 'Flash'. Eu te amo", escreveu na legenda.