Cardi B ganha US$ 4 milhões por processo de difamação e invasão de privacidade

·1 min de leitura
Cardi B no 49º American Music Awards, em Los Angeles.
Cardi B no 49º American Music Awards, em Los Angeles. Foto:REUTERS/Mario Anzuoni

Resumo da notícia:

  • Cardi B leva US$ 4 milhões por processo de difamação e invasão de privacidade

  • Rapper processou a youtuber Tasha K após compartilhar rumores ofensivos

  • US$ 25 mil do valor atribuído ao processo correspondem aos gastos médicos da rapper com o ocorrido

Uma indenização por difamação e invasão de privacidade rendeu US$ 4 milhões para a rapper Cardi B. De acordo com o The Guardian, a cantora processou a youtuber Tasha K em 2019 após a blogueira compartilhar vídeos com rumores ofensivos.

Conhecida como Tasha K, Latasha Kebe, disse que Cardi B era uma prostituta, usava cocaína, contraiu infecções transmissíveis e afirmou que o filho da artista tinha deficiências intelectuais.

O documento oficial do caso informa que Cardi B enviou cartas para Kebe excluir os vídeos do canal no Youtube, mas ela não atendeu ao pedido.

O detalhe é que US$ 25 mil do valor atribuído para Cardi B correspondem aos gastos médicos que a rapper afirmou ter tido pensamentos suicidas após a divulgação das notícias falsas, além de US$ 1,3 milhão pelos custos legais.

"'Meu marido, advogado e eu lutamos muito. Quero agradecê-los por suas longas horas e noites sem dormir", publicou Kobe no Twitter apesar de perder o processo.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos