Cardi B admite culpa em caso de agressão

Cardi B admite culpa em caso de agressão credit:Bang Showbiz
Cardi B admite culpa em caso de agressão credit:Bang Showbiz

Cardi B admitiu culpa em acusações de agressão.

A rapper, de nome de batismo Belcalis Almanzar, estará em liberdade condicional depois de completar 15 dias de serviço comunitário após se envolver em dois incidentes em clubes de strip de Nova York em 2018.

De acordo com a promotoria do distrito de Queens, a cantora, de 29 anos, confessou a culpa pela agressão em terceiro grau e imprudência em segundo grau, sendo sentenciada pelo juiz a cumprir três anos de prisão, além de garantir proteção para as duas vítimas envolvidas no caso, e cobertura dos seus custos judiciais.

Em um comunicado, a rapper destacou a importância de "ser responsável pelo que faz" e mostrar um bom exemplo para seus filhos com o rapper Offset, Kulure, de 4 anos, e Wave, de 12 meses.

“Parte de crescer e amadurecer é ser responsável por suas ações. Como mãe, é uma prática que estou tentando ensinar aos meus filhos, mas o exemplo começa comigo. Eu tomei algumas decisões ruins no meu passado que não tenho medo de enfrentar e admitir. Esses momentos não me definem e não refletem quem eu sou agora. Estou ansiosa para superar essa situação com minha família e amigos e voltar para as coisas que mais amo – a música e meus fãs”, comunicou a artista.

Melinda Katz, a promotora do distrito, observou que as admissões de Cardi e dos outros dois réus significavam que eles “aceitavam a responsabilidade por suas ações”.

Acredita-se que o suposto incidente tenha ocorrido em um clube de strip na região do Queens. De acordo com dois bartenders, Cardi ordenou que duas pessoas em seu círculo os atacassem com garrafas e móveis.