Cardápio plant based permite comer sem culpa e aumentar rendimento

Vida e Tal
·3 minuto de leitura


Nem sempre é fácil conciliar uma rotina de treinos, de restrições alimentares com os prazeres gastronômicos. Furar a dieta durante a semana ou frequentar docerias aos finais de semana, e ainda sair sem culpa, nem pensar. Certamente, esse tem sido um dos conflitos para aqueles que querem manter um estilo de vida fitness e saudável sem ter que abrir mão do paladar.

Foi pensando nisso que o ateliê de bolos e doces em São Paulo, Cake By Yu lançou o cardápio Brasilidades, assinado pelo chef, “cozinheiro de plantas”, Thiago Medeiros, seguindo a filosofia do plant based com sobremesas nas versões veganas, low-carb, glúten free ou zero açúcar. Além dos brigadeiros de cacau, à base de castanha de caju ou de capim-limão, também é possível degustar sem culpa o bolo gelado de Coco com Cumaru, uma espécie de baunilha brasileira, nativa da região amazônica, ou um tiramissú brasileiro, que leva o tradicional café e cacau, e o toque do leite de coco fresco e da castanha de caju.

E para finalizar, o Naked Cake de Brigadeiro também ganhou uma versão vegana, com um saboroso bolo de chocolate sem lactose e recheio de brigadeiro.

- O cardápio Brasilidades é a combinação única de ingredientes tupiniquins com sabores sofisticados, ao mesmo tempo em que trazem um toque mais leve e descontraído, como costumam ser as sobremesas do nosso país. O Tiramisú Brasileiro é um clássico bem elaborado para ser saboreado em detalhes - revela Thiago Medeiros.

A imagem de um prato com grãos integrais, castanhas, feijões, sementes, legumes e frutas é a que mais representa essa filosofia plant-based, que tem como um dos principais objetivos colocar as pessoas em contato com alimentos, sabores e nutrientes de forma mais natural, sendo eles frescos ou minimamente processados sem o uso de aditivos artificiais como conservantes, corantes e aromatizantes.

Segundo os estudos da Oxford School, se o mundo inteiro adotasse uma dieta à base de plantas, até 2050, haveria a redução de cerca de 8 milhões de mortes por ano, devido à diminuição de infartos, derrames, diabetes e alguns tipos de câncer. É importante ressaltar que é necessário ter o acompanhamento de um nutricionista na transição de uma rotina alimentar para a outra.

De acordo com a nutricionista Alessandra Luglio, especialista em alimentação vegetariana, com a mudança é possível notar uma melhora no funcionamento do intestino e do sistema imunológico, além do ganho de energia e vitalidade.

- Quando se reduz o consumo de origem animal por alimentos vegetais, a base de plantas e aumenta o consume de cereais, leguminosas, raízes, frutas, verduras, castanhas e sementes, há um ajuste ao perfil nutricional muito mais aliado à saúde do que causador de doenças. Os grãos e os vegetais propostos pela dieta são ricos em fibras, compostos bioativos e micronutrientes que auxiliam no fortalecimento e saúde da microbiota intestinal, tem ação anti-inflamatória e antioxidante, otimizando o funcionamento e as defesas de nossas células - afirma.

Segundo a especialista, consultora da A Tal da Castanha, empresa brasileira que utiliza na composição dos produtos apenas ingredientes de origem natural e vegetal, pessoas que seguem uma dieta a base de planta apresentam uma maior condição de fluxo sanguíneo para o esporte.

- Os benefícios de uma dieta vegana para atletas, principalmente para aqueles que buscam a alta performance são muito evidentes. Reduzindo o teor de gordura, você diminui a viscosidade plasmática, o sangue fica mais fluído. Paralelo a isso, varias substancias naturais presentes nos vegetais como os poli fenóis, como os nitratos presentes na beterraba e na uva, por exemplo, aumentam a vasodilatação, que consequentemente irriga melhor a musculatura, garantindo maior sortimento de nutrientes e oxigênio no sangue - finaliza Luglio.