Cantora Malía afirma ter sofrido racismo em hotel em SP: "Gerente riu"

Cantora Malía afirma ter sofrido racismo em hotel em SP:
Cantora Malía afirma ter sofrido racismo em hotel em SP: "Gerente riu" (Foto: Reprodução/Instagram/@malia)

A cantora Malía afirmou ter sofrido racismo durante a estadia em um hotel em São Paulo no fim de semana. Em suas redes sociais, a artista carioca elencou uma série de microagressões ocorridas em uma unidade da rede Bourbon, no Ibirapuera, zona sul da cidade, e denunciou o comportamente negligente da gerência sobre o assunto.

"Esse hotel foi superracista com a gente desde o primeiro momento. A gente chegou, éramos os primeiros da fila [para o check-in], o mensageiro foi e falou com um casal de brancos que estava atrás da gente. Deu 'boa noite' foi atrás das malas deles. Deixou a gente sozinha e nem falou nada", relatou.

Ela ainda disse que continuou a ter problemas com o hotel: "Depois que a gente conseguiu entrar no quarto, a gente foi pedir comida. O serviço péssimo, tratando a gente igual lixo, desligando telefone na nossa cara, rindo da gente. Não dá pra acreditar nesse tipo de serviço. E a gente sabe que com certo tipo de pessoa não funciona assim", continuou Malía.

A cantora também alegou que o quarto não estava propriamente limpo e que, ao receber a comida solicitada no quarto, os talheres estavam sujos. Em outras ocasiões, os funcionários a ignoraram e, quando tentou ir à gerência para resolver o assunto, foi ridicularizada:

"Fomos tentar falar com a gerente e ela riu na nossa cara", afirmou. "Não dá pra tratar a gente igual a lixo e achar que vai ficar tudo bem." Segundo o UOL, a rede "está apurando o caso relatado pela hóspede internamente com todo cuidado que o tema requer e adotará todas as providências cabíveis", conforme informaram em comunicado divulgado ao portal.