Cantor Conrado dúvida de racismo sofrido por filhos de Giovanna Ewbank

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Conrado, marido da ex-paquita Andrea Sorvetão, irritou os internautas após comentários em uma postagem do colunista Leo Dias, no Instagram, questionando se os filhos dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso tinha sofrido racismo, em Portugal, no sábado (30).

"Vamos ver mais tarde o que aconteceu de verdade!", escreveu Conrado. Criticado pelo comentário, o cantor xingou os internautas. "Caguei para vocês todos. Vamos ver o que aconteceu de verdade e ponto final. Se houver racismo, tome as providências legais. E vai a merda vocês todos, ok."

Na tarde deste domingo (31), Conrado publicou um vídeo em seu perfil no Instagram para justificar que não é racista. Segundo ele, "militantes de esquerda ignorantes são terríveis" e não entenderam seus comentários na rede social.

"É lógico que eu sou contra racismo, é evidentemente que sou contra o racismo, mas há um tempo atrás o senhor Bruno junto com a dona Giovanna estavam dando um podcast falando que aqui no Brasil tinha um tal de racismo estrutural", disse Conrado.

O cantor afirmou que não existe racismo estrutural no Brasil e que a denúncia de racismo feita pelo casal de atores aconteceu em Portugal. "Lacrador eu sempre fico com um pé atrás, eu quero saber o que de fato aconteceu. Porque o que ela [Giovanna] faz com a mulher, xinga de tudo quanto é nome, está tudo muito certo. Se houve crime de racismo, que a mulher pague por isso e ponto final."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos