Cantor católico tem show cancelado de festival cristão após revelar sexualidade

Bruno Camurati é cantor gospel e LGBTQIA+ (Foto: Divulgação)
Bruno Camurati é cantor gospel e LGBTQIA+ (Foto: Divulgação)

Resumo da Notícia:

  • Bruno Camurati foi cortado de um festival de música gospel no Ceará

  • O cantor havia comentado sobre sua sexualidade nas redes sociais dias antes

  • O Festival Halleluya não comentou a troca do line-up da próxima edição

O que seria um dos dias mais importantes de uma carreira, se transformou em uma tristeza. O cantor católico Bruno Camurati se apresentaria no Festival Halleluya, que acontecerá em Fortaleza, no Ceará, teve seu show cancelado após falar abertamente sobre sua sexualidade.

No Instagram ele lamentou o cancelamento da apresentação. “Não estarei mais na programação do evento deste ano. Tantos de vocês esperavam me encontrar lá e estavam se planejando pra ir até de longe, e por isso precisei vir aqui avisar”, aprontou.

O cantor ainda declarou que seguirá sua estrada no meio cristão e pretende encontrar o público o quanto antes. “Espero que nos encontremos muito em breve em outros shows. Eu seguirei jogando as redes onde o Senhor mandar”, afirmou.

Já no Twitter o cantor havia desabafado sobre o cancelamento de um show por conta da sua sexualidade. “Alguns cancelamentos doem mais que outros. Ser rejeitado por uma comunidade que tem um olhar misericordioso para o pobre e ajuda o oprimido e que sempre amou meu trabalho e se viu nele... Hoje estão deixando de me ouvir e me receber”, escreveu.

Ele continuou afirmando que doeu ouvir um ‘não’ de um lugar que se sentia acolhido: “Posso ser cancelado. Mas quando cancelam minhas músicas é como se mexessem com meus filhos. É algo sagrado, algo que vai ficar quando eu partir. Nelas só tem Deus e humanidade. E desligá-las é não compreender nada delas. No final não estavam ouvindo...”

No início do mês de julho, o mês do orgulho, o cantor compartilhou um poema nas redes sociais em que fala sobre sexualidade. “Tenho feito esse processo de falar sobre amor e aceitação desde 2010, lentamente, respeitando o público, as pessoas e seus processos, sem escandalizar ou afrontar. Acredito que quando lidamos com assuntos de forma natural, sem grandes anúncios ou brigas, fazemos um caminho rumo à paz e construímos tijolo a tijolo nossa ponte”, declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos