Almir Sater tem avião roubado em arrastão no Mato Grosso do Sul

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Almir Sater teve o avião roubado em arrastão (Foto: Reprodução Instagram @almirsateroficial // Divulgaçãi)
Almir Sater teve o avião roubado em arrastão (Foto: Reprodução Instagram @almirsateroficial // Divulgaçãi)

O feriado da Independência não será dos melhores para o cantor Almir Sater. Isolado em sua fazenda no Mato Grosso do Sul, o cantor foi vítima de um arrastão que aconteceu no aeroporto de Aquidauana, no oeste do Estado.

Yahoo! entrou em contato com a empresária do cantor, Claudete Faria, que ainda não conseguiu contato com ele, que está isolado em sua fazenda de criação de gado que fica na zona mais rural. “Ele tem o avião há muitos anos e costuma usar para chegar na fazenda quando a estrada está ruim”, disse.

Leia também:

Faria ainda contou que a Polícia da região não entrou em contato com o escritório do artista, mas não sabe dizer que o cantor foi localizado pessoalmente para informar sobre o roubo. A aeronave custa cerca de R$ 800 mil e pode levar três passageiros e piloto com 1.690km de autonomia de voo.

Entenda o roubo

A polícia investiga um arrastão no aeroporto de Aquidauana, no Mato Grosso do Sul, que roubou três aviões que estavam estacionados. Cerca de 18 criminosos invadiram o local na madrugada desta segunda-feira (6) após render o vigia e o obrigar a abastecer as aeronaves.

Os bens subtraídos teriam sido pousados na Bolívia e o avião de Almir é do tipo Sky Line, com matrícula PT-DST. A investigação está a cargo do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), que já fez uma perícia no local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos