Candidata a vereadora em SP tem WhatsApp clonado, e mãe cai em golpe

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

Malu Molina, candidata a vereadora de São Paulo pelo Cidadania, registrou boletim de ocorrência após ter seu WhatsApp clonado. A mãe, Suely, caiu no golpe e transferiu R$ 3,6 mil ao criminoso que se passou pela filha dela.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a mãe de Malu quase transferiu outros R$ 2,7 mil supostamente a pedido da filha, alegando urgência na campanha.

Leia também

O noivo da candidata, Lucas Becker, desconfiou do golpe e ligou para a companheira, que alertou a mãe sobre o falso WhatsApp.

Suely, de 68 anos, já tinha efetuado uma doação para a filha “real”, porém um valor mais baixo do que o pedido pelo golpista (em torno de R$ 1 mil).

Malu não descarta ser um golpe político, como alguém tentando acusá-la de usar dinheiro não declarado na campanha.

“Como sabiam que era minha mãe? Como tinham o número dela? Está cada vez mais comum, está se espalhando de uma maneira muito nefasta. É o coronavírus do golpe de telefone”, disse a candidata à reportagem.