Cancelada, irmã de Britney Spears quebra silêncio sobre briga em família

·1 min de leitura
Britney e Jamie Lynn Spears (Foto: Getty Images)
Britney e Jamie Lynn Spears (Foto: Getty Images)

Parece que o jogo virou, não é mesmo? Divulgando o livro “Things I Should Have Said” (“Coisas Que Eu Deveria Ter Dito”, em tradução livre), Jamie Lynn Spears falou sobre a polêmica envolvendo a irmã mais velha, Britney Spears, que ficou sob uma tutela abusiva, coordenada pelo próprio pai, durante 13 anos.

Em entrevista ao programa de televisão Good Morning America, do canal americano ABC News, ela declarou: "Sempre fui a maior apoiadora da minha irmã. Quando ela precisou de ajuda, fiz de tudo para garantir que ela tivesse os contatos necessários para terminar essa tutela."

A repórter, então, questionou se a atriz não concordava com a situação. "Não se tratava de concordar ou não, todo mundo tem voz e deve ser ouvido. [...] Eu até falei com a equipe jurídica dela, a equipe anterior, e isso não acabou bem para o meu lado", disse ela, ressaltando que quando tudo começou, em 2008, tinha apenas 17 anos e estava grávida, sem condições de focar no que se passava com Britney.

Por fim, Jamie lamentou e disse não entender a mágoa que a eterna princesa do pop demonstra ter dela — após o fim da tutela, a cantora mandou uma série de indiretas para a família no Instagram, cortou relações com todos e deu unfollow na irmã caçula. "O amor ainda existe, 100%. [...] Não sei por que estamos nessa posição", concluiu, em lágrimas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos