“Calvão de cria”: barbearia transforma meme em corte de cabelo hit na web

Enquanto há quem faça de tudo para disfarçar ou evitar a calvície, há quem esteja raspando a parte de cima do cabelo ou fazendo entradas usando tesouras e navalhas. Tudo para ficar bem “cria”, gíria para os jovens que cresceram na periferia. É o que tem rolado na Vikings Barber Shop, barbearia de Três Passos, no Rio Grande do Sul, comandado por Marcio Campos, 27.

O estabelecimento viralizou na internet ao fazer o “Calvão de cria”, corte de cabelo que emula uma pessoa com calvície apenas na parte de cima da cabeça. “Ele surgiu por causa de uma imagem na internet. Uma turma de amigos, um grupo de guris, vieram com a imagem até a barbearia e quiseram fazer o corte pela zoação. Filmei, editei e ele viralizou muito rapidamente”, fala o barbeiro em entrevista ao Yahoo. “Acho que fez sucesso porque é diferente. Os mais jovens foram quem mais gostaram e começaram a pedir para fazer.”

Desde fevereiro, Marcio já fez mais de 10 cortes do tipo Calvão de Cria. “Quem costuma pedir é a gurizada. E todos que eu fiz e gravei, viralizaram”, afirma. Há vídeos que já tiveram mais de 20 milhões de visualizações. Até mesmo o Kondzilla, produtora de artistas de funk, já repostou o vídeo da barbearia. “A gurizada está adquirindo, procurando pelo corte, mas não foi feito para viralizar. Era mais uma brincadeira, uma zoação.”

Depois do sucesso do Calvão de cria, Marcio criou o “entradas d’cria”, outro hit nas redes sociais. “Eu estava pensando em fazer algo semelhante, mas bastante diferente também”. Enquanto calvão raspa totalmente a parte de cima da cabeça, as entradas fazem “apenas” duas aberturas triangulares na mesma região. “Conforme vai aumentando a audiência dos vídeos, mais gente vem me pedir para fazê-los. Eles são os cortes mais diferentes que já fiz até hoje.”

Quem estiver interessado em adotar o estilo, a boa notícia é que os cortes são acessíveis e bem rápidos de fazer. O valor sai, por volta, de R$ a R$ 25. “Depende de como o cliente vai querer o corte”, fala o barbeiro. E demora apenas 15 minutos para ser finalizado: “Passo uma máquina de acabamento e uso um shaver ou navalha para raspar bem a área. Depois uso uma máquina de corte para fazer o degradê de cima para o baixo”. No caso das entradas, o processo é ainda mais simples: “Uso apenas a máquina de acabamento e a navalha para fazer os detalhes.”

Para o futuro, Marcio espera continuar divertindo a “gurizada” com os seus cortes. “Se depender de mim, vou continuar dando sequência a eles porque levam alegria e diversão para todos. É isso que eu quero”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos