Caio Afiune diz que é vítima de comentários machistas por devoção à família: "Me chamam de capacho de mulher"

O ex-BBB Caio Afiune deixou a casa do 'Big Brother Brasil 21' em abril, mas desde então ele não parou de viver seus sonhos. O fazendeiro segue amigo do companheiro de jogo e ídolo Rodolffo, da dupla com Israel, e promete muita novidade pela frente.

"Vão ver a gente junto por muito tempo! Por mais que o caminho dele na música não seja o mesmo caminho que o meu, a gente tem muita coisa junto, muita coisa de trabalho, fora a amizade. [Então] o pessoal vai ter que se acostumar com a gente junto", garantiu ele em um papo com o Yahoo!

Leia mais

Mas o próximo sonho que o Caio quer realizar é o de se casar com a noiva, Waléria Motta. "Mesmo que a gente tenha uma união estável, não é uma coisa que me deixa totalmente confortável. Eu quero ter essa bênção, quero poder entrar na igreja e receber minha esposa lá em cima [no altar]."

O fazendeiro não esconde a devoção que tem pela noiva, mas conta que é muito criticado por não esconder seus sentimentos por ela e até é vítima de comentários machistas por isso.

"Algumas pessoas já me xingaram na rua, [disseram] que eu era um frouxo, capacho de mulher, que eu era mole, um homem de plástico", lembra ele. "Só que isso não me atinge! Eu sou um cara completamente dedicado à minha família."

Por tudo isso, Caio não quer esperar muito para fazer de Waléria sua esposa. "O casamento civil a gente já está organizando. Mas a cerimônia, que vai ser religiosa, vamos esperar a pandemia [passar] para poder receber todo mundo", promete ele, que reconhece a sensibilidade do momento no Brasil. "Mas depois vai ser festão", completa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos