Caio Castro é processado em R$ 10 mil por atendente de loja

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.02.2018 - O ator Caio Castro durante a pré-estreia de
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.02.2018 - O ator Caio Castro durante a pré-estreia de

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Caio Castro, 33, enfrenta na Justiça de São Paulo um processo por danos morais. A ação é movida pelo atendente de uma loja de São Paulo, que diz ter se sentido constrangido pelo artista, que estava presente na inauguração do local como modelo.

Matheus Dias Encrenazi pede uma indenização de R$ 10 mil. Ele trabalhava na loja Strati Vestuário e Acessórios Ltda, localizada no Morumbi Shopping Multiplan, em São Paulo, e Castro estaria presente no evento para trabalhar com propagandas da marca Key Design.

A ação foi ajuizada no início do mês de novembro, e, na última sexta-feira (18), foi determinada a remessa dos autos ao Foro Regional de Jabaquara. Até o momento, o ator ainda não apresentou sua defesa, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo.

De acordo com o site Em Off, o atendente teria se posicionado em frente ao logo da marca em uma sessão de fotos e o ator teria sido desrespeitoso ao dizer que ele deveria sair do local. Matheus teria classificado a conduta de Castro como agressiva e humilhante. Procurado pelo F5, o ator não retornou até a conclusão deste texto.