Cadela resgatada faz sucesso como “ciclista” nas redes sociais

(Foto: Arquivo pessoal Gabriel Pego)

Por Juliana Gola

Gabriel Pego fazia seu treino de bike, de sempre, com mais cinco amigos em São Paulo quando encontrou um um caixote de feira com alguns panos, na entrada da pista de mountain bike. Dentro havia uma pequena cachorrinha abandonada. De bicicleta e longe de casa, o grupo resolveu voltar ao anoitecer e quando já estava no meio do caminho, Gabriel parou para resgatar aquela que se tornaria sua fiel companheira, Yellow.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Ela ficava o tempo todo à minha mente, fazia muito frio e me bateu um arrependimento que me fez voltar”, conta ele, que aos 21 anos tem um trabalho envolvendo sua nova amiga. Sobre o nome, Gabriel conta que foi ideia dele, assim que a viu pela primeira vez. “O ‘amarela’ pegou. Depois pensei em um nome mais bonitinho e aí surgiu ‘Yellow’”, lembra ele.

(Foto: Arquivo pessoal Gabriel Pego)

Já na primeira pedalada, com Yellow nas costas, dentro de sua camiseta, Gabriel percebeu a tranquilidade do animal na posição. Desde então, os dois saem juntos todos os dias, agora com a mochila adaptada, a Ypet, criada por ele e desenvolvida por um designer de artefatos.

“Como não existia nada no Brasil peguei um modelinho na internet e pedi para ele recriar a peça com várias melhorias. A mochila importada custava 412 reais em conversão direta. Ou seja, fora de cogitação importar”, conta. A segurança para pensar no modelo veio da facilidade em que Yellow se encaixava na mochila comum dos primeiros dias da amizade. “Quando a resgatei percebi que ela tinha o espirito aventureiro. E lá fomos nós para rua, só não imaginava que as pessoas reagiriam tão bem”.

(Foto: Arquivo pessoal Gabriel Pego)

O encontro entre os dois aconteceu em agosto de 2017 e o perfil no Instagram – hoje com mais de 50 mil seguidores – surgiu ao Gabriel notar a alegria das pessoas ao ver um ciclista em atividade com um cachorro. A fama nas redes sociais, ele conta que veio inesperadamente, depois que uma fã postou a história no Twitter e passaram a seguí-lo nas redes.

“A conta no Instagram foi também uma forma que eu vi de estimular o esporte. Além da criação da Ypet, a pedidos de várias pessoas, quero que a prática de exercícios por meio da bicicleta, patins, skate e afins se torne rotina para todos, unindo o útil ao agradável”, diz ele. Gabriel sempre foi entusiasta dos esportes, antes jogava futebol, mas se encontrou mesmo em cima da bicicleta. Ele pedala há cinco anos e participa de competições amadoras de montain bike.