Busca por bicicleta cresce durante pandemia e faturamento do setor sobe 54%

·1 minuto de leitura
Mulher montada em uma bicicleta
Getty Images

O isolamento social, causado pela pandemia da Covid-19, mudou os hábitos dos consumidores e ajudou a acelerar diversas transformações. Esse foi o caso do comércio de bicicletas, que sentiu o aumento da procura após o isolamento ser decretado e tem seguido em crescimento durante a pandemia.

As empresas que fabricam e vendem bicicletas viram o faturamento aumentar 54% no ano passado na comparação com o ano anterior, conforme estudo realizado pelo Itaú Unibanco. O Brasil é o quarto produtor mundial de bicicletas, com a fabricação anual de 2,5 milhões de unidades e frota nacional de 70 milhões de bikes.

O Polo Industrial de Manaus produziu em janeiro deste ano quase 57 mil unidades, alta de 45% em relação ao mês de dezembro de 2020 e de 1% sobre janeiro do ano passado.

Os fabricantes instalados em Manaus estimam que serão produzidas 750 mil unidades neste ano, uma alta de 13% em relação ao ano passado. Os dados são da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares).