Bruno Gagliasso dispara contra Eduardo Pazuello: "Babaca, mentiroso e genocida"

·2 minuto de leitura

Bruno Gagliasso usou seu Twitter na madrugada desta sexta-feira (21) para demonstrar indignação em relação ao depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello na CPI da Covid. 

Pazuello afirmou que o estoque de oxigênio hospitalar em Manaus ficou zerado durante três dias em janeiro, e que a situação foi rapidamente resolvida. O senador Eduardo Braga (MDB-AM) disse que o ex-ministro estava mentindo, e que a falta do insumo foi desesperadora para o estado, com mais de um mês de problemas de fornecimento.

Leia também

Bruno Gagliasso e outros artistas, como Thelma Assis, Gusttavo Lima, Whindersson Nunes, Felipe Neto, Glória Pires e Gaby Amarantos, se uniram em janeiro para mandar um valor correspondente a 150 cilindros de 50 litros para a capital do Amazonas. O estoque de oxigênio, entretanto, ficou parado pela falta de logística do governo federal para transpostar os cilindros.

"Ouvindo o depoimento do Pazuello sobre a falta de Oxigênio em Manaus parece que eu não passei 5 noites em claro com uma equipe gigante procurando meios de comprar cilindros e enviar pra Manaus. É como se a minha vida fosse uma fake news", escreveu Bruno Gagliasso. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.