Brunna Gonçalves diz que escondeu cabelo natural de Ludmilla: "Sofri muito racismo"

·2 min de leitura
Brunna Gonçalves fala sobre racismo no BBB22 (Reprodução Globoplay)
Brunna Gonçalves fala sobre racismo no BBB22 (Reprodução Globoplay)

Na primeira noite do "BBB22", Brunna Gonçalves falou sobre racismo e como escondeu seu cabelo natural por anos antes de resolver se libertar da pressão estética criada por pessoas brancas.

"Eu tinha vergonha de mostrar meu cabelo pra Ludmilla. Estou com ela há cinco anos, e há três escondia. Dela, de todo mundo, só quem via era meu cabelereiro", explicou ela, que também relembrou o episódio de racismo perpetuado por Rodolffo no "BBB21" contra João Luiz.

No episódio, Rodolffo comparou o cabelo afro do colega a uma peruca de homem das cavernas, e mesmo após ser questionado não aceitou que cometeu um ato racista. No mesmo dia, Ludmilla se apresentou na casa ao lado de Brunna e fez questão de mostrar seu afro.

"Até o BBB passado eu nunca tinha feito show com o meu cabelo, foi a primeira vez. Vi a cara do João e da Camilla e vi que estavam sendo representados", afirmou.

Racismo

Para animar a noite de estreia, Boninho mandou um cooler para os brothers se divertirem no gramado, e logo Naiara causou a primeira grande polêmica da noite ao puxar um papo sobre racismo. A sertaneja repetiu várias vezes que jamais perpetuou nenhum tipo de preconceito, e relembrou um episódio de 2018 quando foi acusada de racismo durante o "Encontro com Fátima Bernardes".

Na época, Naiara foi detonada pela forma que decidiu elogiar a escritora negra Vilma Piedade. A sister disse aos colegas que foi cancelada por ter apenas elogiado a escritora, quando a reclamação do público e de ativistas foi o tom condescendente que teria sido usado pela sertaneja, como se estivesse surpresa ao ver uma mulher negra com tanto conhecimento. "Eu não sei q a cor que você é, nem a de ninguém, pra mim a pessoa pode ser branca, azul, o que for. Eu não enxergo tom de pele", completou.

Nas redes sociais, o público não perdoou o discurso da sertaneja, e chamou atenção para o fato que Naiara só pode se dar ao luxo de "não ver cor" por tido na pele por mulheres pretas.ser uma mulher branca rica, protegida por seus privilégios e sem nunca ter sido impactada pessoalmente pelos efeitos do racismo sentido na pele por mulheres pretas.