Bruna Linzmeyer pinta cabelo e sobrancelhas de amarelo, é criticada e rebate ataques

Bruna Linzmeyer rebateu críticas após radicalizar no visual (Foto: Divulgação TV Globo)
Bruna Linzmeyer rebateu críticas após radicalizar no visual (Foto: Divulgação TV Globo)

Bruna Linzmeyer mostrou que não se incomoda com os comentários reprovando a radicalização do seu visual. A atriz pintou o cabelo e as sobrancelhas de amarelo para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo e foi criticada após postar o resultado.

"Que decadência! Uma pena!", lamentou uma. "Significado de autodestruição", acrescentou o outra. "Essa menina está precisando se tratar. Isso não é normal", observou um terceiro. "Sinceramente, acho que ela tá com algum tipo de transtorno", opinou uma internauta. "A inversão da beleza", disparou mais uma. "É isso que a esquerda faz com as pessoas", avaliou um. "Misericórdia", reagiu outra. "Rapaz, você tá cada dia irreconhecível", completou um.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nesta terça-feira (29), Bruna usou o seu perfil no Instagram para mandar um recado. "Oi, gente. Vim aqui só para dizer uma coisa: não dá para me chamar de feia", escreveu a artista na legenda da publicação. Nos comentários, famosos concordaram e choveram elogios. "Jamais", disse Fabiula Nascimento. "Pode fazer o que quiser", comentou Larissa Ayres. "Lindeza", destacou Leticia Spiller. "Pega até mal!", afirmou Zelia Duncan.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Bruna está longe das novelas desde o fim de "Pantanal". Em entrevista recente, ela falou da importância da representatividade LGBTQIAP+ na TV. "Fiquei muito feliz e amei ver o beijo gay [em 'Pantanal'], mas quero muito mais. Quero histórias, amigos que são gays, LGBTs, sapatonas, mais personagens, mais profundidade. Estou muito ansiosa para assistir isso na televisão e espero que estejamos chegando perto desse momento", declarou ao "Gshow".