Bruna Linzmeyer ironiza comentário de motorista investigado por assédio

Foto: Reprodução/Instagram (@brunalinzmeyer)

Bruna Linzmeyer não se calou diante da declaração que André Lopes Machado, motorista de um aplicativo, deu aos jornalistas após ser acusado de assédio por uma passageira do Rio Grande do Sul. Na ocasião, o investigado afirmou que a adolescente usava um "um short do tipo Anitta, uma miniblusa". 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Após a entrevista ser transmitida na televisão, Bruna postou uma foto com as pernas abertas e um short curto. Na legenda, a atriz ironizou a fala do motorista. “Shortinho bem Anitta fazendo posições com a perna aberta e isso não te dá abertura para nada!”, escreveu a artista.

Leia também:

Assim como ela, Leandra Leal repercutiu a entrevista com revolta. No Twitter, a atriz falou sobre a importância da luta feminista. “Todo dia. Toda hora. Até quando? Já imaginou que esse tipo de violência poderia acontecer com a sua filha, a sua prima, a sua irmã ou a sua companheira? Pra quem ainda se pergunta o porquê da luta feminista, é pra ajudar a coibir situações como essa. Nossos corpos não são entretenimento pra ninguém”, disparou.

Anitta não gostou nada de ser citada pelo investigado e soltou o verbo no Twitter. Segundo ela, nada justifica um assédio. “A forma de se vestir, sentar, falar etc não significa qualquer autorização ou pedido ou convite a ser assediada e/ou invadida, abusada, estuprada etc. Quanto à menina estar usando um short 'tipo Anitta', para mim significa que ela é independente, não tem medo de ser quem ela quer e, acima de tudo, bem inteligente para denunciar e expor um assediador para que outras meninas não passem pelo mesmo que ela", escreveu a cantora.