Broncas e bordões de Dona Hermínia inspiram música sobre mães

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os puxões de orelha ao mesmo tempo estridentes e carinhosos da personagem Dona Hermínia, de Paulo Gustavo, serviram de inspiração para a música "Frases de Mãe", lançada na última sexta-feira (30) pela cantora e compositora Flávia Felicio, 29. O ator e humorista morreu na terça (4) após complicações da Covid-19.

"Quando assisti 'Minha Mãe É uma Peça' rolou muita identificação, lembra minha mãe e, em rodas de amigos, muita gente também se identificava", diz à reportagem a cantora de São Paulo. "Isso me motivou a escrever. [a música]."

Além disso, ela conta que os três filmes com a personagem, assistidos no cinema e em casa com a mãe, mexeram com ela e trouxeram temas importantes para discussão dentro de casa. "Ríamos muito", conta. "É um filme que dá para assistir sempre, parece que não cansa."

A música foi composta no começo do ano passado, e tem bordões clássicos de Dona Hermínia reconhecidos por boa parte dos filhos e filhas brasileiros, como "leve o guarda-chuva", "na volta a gente compra" e "você não é todo mundo". A gravação também tem sons de "instrumentos" caseiros, como xícaras e talheres para representar o universo doméstico.

Flávia decidiu adiar o lançamento, que estava previsto para perto do Dia das Mães do ano passado. Na época, a pandemia já arrasava o Brasil, mas pouco se sabia sobre sua duração e impacto que ela teria na vida da população.

Ainda em dúvida no começo de 2021, lançou a música na última sexta. Disponível no YouTube e em outras plataformas como Spotify e Deezer, a composição deve receber um videoclipe animado nos próximos dias.

"Desde que escrevi, comentava que tinha o sonho de mostrar para o Paulo Gustavo essa música e contar da inspiração na Dona Hermínia, queria ter essa oportunidade", afirma Flávia. "A arte dele permanece viva dentro da gente para sempre", completa.