Britto Jr. alfineta diretor de "A Fazenda" e alerta Galisteu: "Você não merece isso"

·2 min de leitura
O apresentador Britto Jr.. Foto: reprodução/Instagram/brittojr
O apresentador Britto Jr.. Foto: reprodução/Instagram/brittojr

Resumo da notícia

  • Britto Jr. mandou recado a Adriane Galisteu e alfinetou Record nas redes sociais

  • Apresentador perguntou onde a colega "amarrou seu burro" após edição sobre expulsão

  • Ele aconselhou a loura a não ser "assessora de imprensa" do diretor de "A Fazenda"

Ex-apresentador de "A Fazenda", Britto Jr. deu uma alfinetada na antiga emissora neste domingo (26), após a exibição do programa que explicava a expulsão de Nego do Borel e mandou um recado direcionado à nova anfitriã do reality show da Record TV, Adriane Galisteu. 

A edição do último sábado (25) foi criticada nas redes sociais por omitir cenas importantes envolvendo o funkeiro, investigado por suspeita de estupro de vulnerável, e Dayane Mello. 

Leia também:

"Cara Galisteu, onde você foi amarrar o burro? Sei que o diretor [Rodrigo Carelli] nem ouviu sua opinião. Cuide que não te use como assessora 'chique' de imprensa dele, que não se compromete com nada. Foi o que aconteceu ontem", escreveu ele, no Twitter.

Britto ainda declarou que a colega não deveria passar por essa situação. "Isso também é abuso, viu? E você não merece isso!”, opinou.

Um dos momentos exibidos mostrava a modelo dizendo ao funkeiro, na cama: "Nego, eu tenho uma filha. Não posso. Entendeu? Não posso". O público, no entanto, reclamou de cenas importantes terem ficado de fora da edição, como as vezes em que a ex-participante do "Gran Fratello VIP" pediu "Para com isso, Nego" e "Para com essa boca! Para com essa boca!".

Ao falar sobre a saída de Nego, Galisteu explicou que "qualquer atitude que possa ameaçar ou colocar em risco a integridade física de um, ou mais participantes, pode levar à expulsão" e finalizou seu discurso destacando que é preciso haver consentimento em uma relação sexual.

"Depois de tudo o que aconteceu, depois de tudo isso, vale o recado. Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher alcoolizada diz sim, também é não!", reforçou a apresentadora.

Nota de repúdio contra a Record

A equipe de Dayane se manifestou com uma nota de repúdio contra o conteúdo que foi ao ar, alegando que a emissora insistia em "colocar a vítima como vilã".

"Na noite de ontem, assistimos a uma edição triste e absurda. Apesar da expulsão do participante que colocou em risco a integridade física de Dayane, a edição optou por colocá-la como culpada pelo abuso sofrido. Segundo o programa exibido, o resumo da noite da vítima foi correr atrás do homem que a violentou, dando indícios e sinais afirmativos para que o mesmo se sentisse livre para praticar o ato", diz o post compartilhado nas redes sociais da modelo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos