Britney Spears volta ao top 10 da Billboard após uma década

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 18-11-2011 -  Show da cantora americana Britney Spears, na arena Anhembi em Sao Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 18-11-2011 - Show da cantora americana Britney Spears, na arena Anhembi em Sao Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Britney Spears, 40, voltou a aparecer no top 10 da Hot 100 da Billboard após uma década. O levantamento aponta as canções melhor ranqueadas em todo o mundo semanalmente. Com "Hold Me Closer", uma parceria dela com Elton John, a artista conseguiu alcançar a sexta colocação da tradicional e disputada lista musical.

A última vez que isso havia acontecido foi em 2012 quando Spears viu o hit "Scream & Shout", parceria com Will.i.am, fazer sucesso. Até hoje, já são 14 músicas entre as melhores da parada. O número um continua sendo Harry Styles com "As It Was", que aparece na parte mais alta do pódio pela 12ª semana seguida.

Mas se a vida profissional de Britney vai bem, isso não acontece na pessoal. Mais uma vez, ela entra em atrito com Kevin Federline, 44, o pai de seus dois filhos com quem se relacionou entre 2004 e 2006. Em entrevista ao 60 Minutes Australia, repercutida pelo Page Six, o dançarino opinou que o pai dela, Jamie, salvou a estrela pop ao se tornar seu curador.

"Eu sinto que ele [Jamie] a salvou de volta", contou. "Eu não estava envolvido em nada disso, então realmente não sei como surgiu a tutela. Eu não sei de quem foi a decisão", emendou. "Tudo o que sei é que você tem uma família preocupada com a filha e tentando fazer o que puder para ajudá-la."

Recentemente, Federline disse que os filhos não têm interações com Spears há pelo menos seis meses e também divulgou vídeos com ela supostamente gritando com Sean Preston, 16, e Jayden, 15. Britney retrucou ao dizer que eles estão mais preocupados com dinheiro.