Britney Spears revela que ainda tem muito a dizer contra sua tutela

·2 minuto de leitura
Britney Spears revela que ainda tem muito a dizer contra sua tutela
Britney Spears credit:Bang Showbiz
Britney Spears credit:Bang Showbiz

Britney Spears está com sede de justiça nos tribunais.

Agora que conta com o advogado Mathew Rosengart, o qual há poucos dias prometeu implantar uma estratégia muito mais "agressiva" para acabar com os 13 anos de tutela impostos à cantora, a musa prometeu que não será mais silenciada.

A estrela da música afirmou que não deixará toda a sua luta por liberdade apenas nas mãos dos seus colaboradores, e garantiu que ela própria irá protestar nas redes sociais, nos tribunais e onde for necessário.

"Todos nós sabemos que nunca serei capaz de esquecer tudo o que aconteceu e seguir em frente com minha vida até que eu tenha dito tudo o que preciso dizer. Não estou nem perto do fim! Disseram-me para ficar calada sobre tantas coisas e por tanto tempo, mas agora eu sinto que finalmente estou no caminho certo", disse a diva em uma mensagem postada em sua conta do Instagram.

Britney, de 39 anos, depôs pela primeira vez recentemente na ação que revisa a tutela concedida a seu pai, Jamie Spears, depois do famigerado colapso nervoso da cantora, em 2008.

Em seu depoimento, a musa descreveu que se sente "perseguida, vítima de bullying e sozinha" e alegou não ter escolha sobre o que faz, para onde vai e com quem passa seu tempo.

"As pessoas que fizeram isso comigo não deveriam sair impunes tão facilmente. Elas deveriam estar presas. A tutela nunca fez sentido. Eu pago pessoas para elas me controlarem. Eu trabalho desde os 17 anos e essa tutela é abusiva. Sinto que não posso viver uma vida plena", lamentou a cantora.

Britney alegou, ainda, que seus tutores a impedem de engravidar novamente.

"Eu quero me casar e ter um filho. Eu queria remover o meu DIU para engravidar, mas os tutores não deixam porque não querem que eu tenha um filho", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos