Britney Spears rejeita pedido de desculpas da mãe: 'Vá se f****'

Britney Spears rejeita pedido de desculpas da mãe credit:Bang Showbiz
Britney Spears rejeita pedido de desculpas da mãe credit:Bang Showbiz

Britney Spears rejeitou o pedido de desculpas de sua mãe, Lynne Spears, com uma mensagem para lá de inflamada nas redes sociais.

O desentendimento familiar ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira (6), após a mãe da estrela pedir perdão à filha publicamente no início da semana.

Apesar da tentativa de reconciliação, a cantora voltou a acusar sua família de não defendê-la durante os 13 anos em que esteve sob a tutela de seu pai, Jamie Spears - da qual foi liberada em novembro de 2021.

Em uma postagem compartilhada no Instagram, Britney alegou que era coagida a passar por exames médicos semanais sob a ameaça de ser internada em uma "ala psiquiátrica" caso "não cooperasse".

"Durante 13 anos, eu tive que encontrar médicos semanalmente para trazer meu passado à tona, o que só piorou a situação. Com relação à toda a minha família, incluindo meu irmão, irmã, primos, tias, tios e o escambau… eles estavam chapados ou bêbados. Eu era a filha da mãe que vivia com medo que meu pai me internasse em algum lugar se eu não cooperasse... mesmo nos Estados Unidos da América, a terra dos livres!!! Anos se passaram e ele me colocou em uma ala psiquiátrica mesmo assim!!!! Nenhuma p**** de uma pessoa sequer me defendeu", disparou ela.

"Mãe, pegue suas desculpas e vá se fo***!!! E a todos os médicos que ferraram com a minha mente... rezo para que todos queimem no inferno!!!", finalizou Britney.

No início da semana, a mãe da artista pediu desculpas por "tudo e qualquer coisa" que machucou sua filha.

"Sinto muito pela sua dor! Eu me arrependo há anos! Eu te amo muito e sinto sua falta. Por favor, me desbloqueie para que eu possa falar com você pessoalmente! Britney, no fundo você sabe o quanto eu amo e sinto sua falta! Peço desculpas por tudo e qualquer coisa que te machucou!", declarou a mãe da cantora.

A artista foi libertada da tutela supervisionada por seu pai após uma amarga batalha judicial e, desde então, tem criticado muito a família pelo controle desproporcional sobre sua vida e por não lhe oferecer ajuda ou apoio adequados.