Britney Spears diz que não volta aos palcos até ter controle sobre sua vida

·2 minuto de leitura
A cantora. Foto: reprodução/Instagram/britneyspears
A cantora. Foto: reprodução/Instagram/britneyspears

Resumo da notícia

  • Britney Spears declarou que não volta aos palcos enquanto seu pai a controlar

  • Ela rebateu comentários negativos sobre seus vídeos caseiros dançando em casa

  • Cantora desabafou nas redes sociais sobre disputa por tutela e criticou falta de apoio da irmã

Britney Spears, que luta na Justiça por liberdade na carreira e na vida pessoal, também quer ser ouvida nas próprias redes sociais. No último sábado (17), a cantora afirmou que não vai voltar a fazer shows enquanto seu pai, que mantém sua tutela desde 2008, estiver no controle de sua fortuna e de suas decisões profissionais e na vida íntima. No post, ela ainda rebateu as críticas sobre posts recentes, em que aparece dançando despretensiosamente em casa, sem a superprodução dos clipes e shows que a tornaram conhecida no mundo todo.

"Para os que escolhem criticar meus vídeos dançando... Olha, eu não vou me apresentar em nenhum palco tão cedo com meu pai controlando o que eu visto, digo, faço ou penso. Já fiz isso pelos últimos 13 anos... Prefiro postar vídeos, sim, da minha sala, ao invés de um palco em Vegas, onde pessoas estavam tão fora de si que nem conseguiam apertar minha mão e eu acabava chapada de maconha por exposição passiva o tempo todo... o que eu não ligo, mas teria sido legal poder frequentar o spa!", começou ela no texto.

Leia também:

Na sequência, a artista desabafou sobre ter chegado ao limite com tantas restrições. "E não, eu não vou colocar uma maquiagem pesada e me esforçar no palco novamente e não ser capaz de fazer negociações dos remixes das minhas músicas durante anos e implorar para colocar minhas novas músicas nos shows para os meus fãs... Então eu parei!", desabafou.

Britney também criticou a irmã, Jamie Lynn Spears, que se apresentou em um tributo em sua homenagem em 2017. "Minha suposta rede de apoio me machucou muito! Essa tutela matou meus sonhos. Então tudo o que eu tenho é esperança e essa é a única coisa no mundo que é muito difícil de matar. Ainda assim, as pessoas tentam", disse.

Tema do recente documentário "Framing Britney Spears", a cantora também declarou que não gostou da forma que obras como essa trouxeram à tona, mais uma vez, momentos humilhantes de seu passado. "Eu já superei tudo isso e faz tempo!", disparou a artista, que encerrou o relato sugerindo a quem não gostar de seus livros caseiros "ler um livro".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos